Aho Girl – Primeiras Impressões

O Primeiro Episódio

Baseado em um mangá yonkoma (normalmente mangás de comédias com 4 painéis por página), Aho Girl é um anime de 12 minutos mostrando a rotina de Hanabatake Yoshiko, uma garota que é uma total idiota e gosta de bananas. Akutsu Akuru, amigo de infância de Yoshiko, fica constantemente irritado com a falta de noção da amiga e reage com violência às brincadeiras dela.

>> Confira nossas primeiras impressões de outros animes dessa temporada no Guia de Primeiras Impressões dos ANIMES DE VERÃO 2017

Nossas impressões

Denys Gyabbo!

Nota: 1

Minha cara assistindo a esse episódio

Sem graça. Sem originalidade. Sem propósito.

Aho Girl foi o primeiríssimo anime que assisti desse temporada de verão 2017 e que belo jeito de começar com o pé esquerdo! Mesmo gostando de animes de comédia mais boba, até certo ponto non sense, principalmente aqueles em episódios mais curtos, o título do estúdio Diomedea não desceu.

Entre as piadas repetidas (e que não tinham graça desde a primeira vez), passando pelas “paródias” de cenas ecchi até as reações exageradas e violentas do protagonista, tudo é completamente dispensável, fazendo seus 12 minutos pesarem mais do que um primeiro episódio de Fate.

 

GraveHeart

Nota: 2

Anime um pouco mais curto que o normal (o primeiro episódio tem 12 minutos), e como é baseado em um mangá de comédia mais simples, cada episódio tem “mini-histórias”, mostrando algum momento de interação entre os dois personagens principais. E aí é uma fórmula padrão: Yoshiko faz algum comentário idiota, Akuru bate nela. Yoshiko faz alguma piada envolvendo bananas, Akuru bate nela. Yoshiko conversa com alguém, a pessoa fica confusa, Akuru bate nela. Yoshiko diz que gosta de Akuru, Akuru bate nela.

E é isso, infinitamente. Pode ser engraçado para alguns, mas pra mim já no primeiro episódio ficou repetitivo a ponto de cansar. Não acho que valha a pena continuar assistindo.

    Textos publicados por vários autores