Knight’s & Magic – Primeiras impressões

O Primeiro Episódio

Um otaku fanático por mecha morre e reencarna em outro mundo na pele de um jovem chamado Ernesti Echevarria. Neste novo mundo existem grandes armas humanoides conhecidas como Silhouette Knights. Sonhando em pilotar esses robôs, afinal ele ainda possui memórias de sua vida passada, Ernesti e seus amigos, Archid Olter e Adeltrud Olter, passarão por várias batalhas enquanto tentam se tornar Knight Runners, os únicos capazes de controlar essas máquinas movidas a magia.

>> Confira nossas primeiras impressões de outros animes dessa temporada no Guia de Primeiras Impressões dos ANIMES DE VERÃO 2017

Nossas impressões

Wagner – Troca Equivalente

Nota: 3

Knight's & Magic

O nome desse anime entrega quase 100% o que você pode esperar ao assisti-lo, ele realmente tem muitas lutas de espada e muita magia. Mas digo quase 100% porque o grande diferencial dessa história é que as lutas de espadas são feitas por gigantescos robôs movidos a magia e isso é muito legal.

O primeiro episódio, como na maioria dos animes onde o personagem morre e reencarna em outro mundo, não perde muito tempo explicando quem o personagem era e o por que dele parar em um mundo completamente diferente. O foco nesse começo fica todo em mostrar como as vantagens de ser um otaku/nerd na outra vida beneficiam, e muito, o protagonista nesse novo mundo. Então não espere grandes desafios ou ameaçadas nesse primeiro episódio, apenas uma explicação básica de como as coisas funcionam e onde cada personagem se encaixa nesse contexto.

Agora o que me empolgou mesmo foram os Silhouette Knights. O design de personagens humanos e a animação das cenas estão bem bonitos para um anime de TV, mas nada se compara aos ‘mechas’ gigantescos que auxiliam os cavaleiros nas batalhas e que estão com visual muito interessante e bem detalhado. E fiquem tranquilos, apesar de todos os ‘mechas’ terem sido modelados e animados em 3D, eles estão muito bem integrados ao restante dos objetos, como cenários e personagens humanos. Cada vez mais os japoneses parecem conseguir usar melhor essa tecnologia e esse anime é mais um ótimo sinal disso.

Knight’s & Magic não teve um começo espetacular, mas me diverti assistindo e acredito que agrade bastante quem gosta de animes de fantasia e animes de mecha sem grandes conspirações governamentais. Também estou confiante no diretor Yuusuke Yamamoto que fez um trabalho competente com Aquarion Evol e agora volta a apostar em mechas. Recomendo dar uma chance, mas lembrando que é adaptação de uma light novel ainda não finalizada, então provavelmente não terá um final nesta temporada.

    Textos publicados por vários autores