Quan Zhi Gao Shou – Primeiras Impressões

O Primeiro Episódio

No jogo online multiplayer Glory, Ye Xiu é um pro-gamer e mas ele é chutado da equipe. Depois de deixar a cena profissional, ele encontra trabalho em um Cyber Cafe como um gerente. Quando Glory lança seu décimo servidor, ele recomeça o jogo mais uma vez.

> Confira nossas primeiras impressões de outros animes dessa temporada no Guia de Primeiras Impressões dos ANIMES DE PRIMAVERA 2017


Nossas impressões

Wesley – Troca Equivalente

Nota: 4

Segue agora minha mini-sinopse, pois acho que está melhor. =P

Quan Zhi Gao Shou é um animação chinesa basicamente.  Se o nome for complexo demais, procurem por The King’s Avatar que é como ficou traduzido no ocidente.

A história tinha basicamente tudo para ser clichê, pois trata sobre RPGs online. Só que ela não fala apenas do jogo em si, mas sim sobre e-sports que estão se popularizando cada vez mais. Algo no estilo Dota ou LOL.

Nosso protagonista é Ye Xiu, jogador profissional do jogo Glory, que por motivos contratuais foi forçado a se aposentar. Não bastasse apenas isso, ainda teve que entregar o char que ele criou para a equipe.

Ao contrário dos outros jogadores, Ye Xiu não juntou muito dinheiro, por ser um jogador das antigas que ganhava pouco. E boa parte do salário foi destinado a ajudar amigos daquela época.

Chutado da equipe que ele jogou por 10 anos, Ye Xiu arranja um emprego num Cyber Café e recomeça o jogo novamente. Note que ninguém conhece Ye Xiu ao vivo, pois ele era um jogador que nunca revelou seu rosto ao público.

Agora minhas impressões…

Ao contrário de muitos animes sobre o mesmo tema, Quan Zhi Gao Shou não aparenta ser um anime bonitinho como Log Horizon, Sword Art Online e etc. Ele possui um ar mais maduro e a ambientação fora do jogo utiliza tonalidades mais escuras. Isso acaba sendo interessante e dá certo contraste para o anime. Vocês podem conferir no vídeo abaixo para entender o que estou falando.

Uma das coisas que me chamou a atenção foi o desenvolvimento dos personagens fora do jogo. Normalmente, a maioria desses animes focam apenas no avatar do protagonista, mas esquecem da vida pessoal do personagem. De certa forma, achei bem refrescante ter esse lado do mundo real trabalhado.

Quan Zhi Gao Shou também mistura elementos 2D com 3D em algumas cenas. Eu não acho que é uma combinação que dá certo, mas do jeito que foi trabalhado até achei agradável e não incomodou meus olhos.

Acho que já tava na hora das animações chinesas caírem no gosto do público. Eu julgo que esse é um bom anime para se começar.

    Textos publicados por vários autores