Animes da Temporada de Primavera 2017 – PREVIEW – Parte 2

Como prometido, cá estamos com a PARTE 2 do nosso especial de PREVIEW dos animes da temporada de Primavera 2017. Se você ainda não conferiu a PARTE 1, corre lá e depois volta aqui para continuar a leitura!

Lembre-se que tentamos falar da maior parte dos animes que estrearão nessa temporada, mas visite o nosso Guia da Temporada de Primavera 2017 para conferir todas as estreias, com sinópses, videos, informações técnicas e muito mais.


Love Kome: WE LOVE RICE

Denys: Depois dos refrigerantes, depois das baratas, chega a vez do arroz ser transformado em uma versão humana, jovem e bonita. Se cair pra comédia escrachada pode ser bom como Ben-To foi, mas sinceramente não estou esperando algo nesse nível.

Diogo: Se podemos ter um anime sobre uma boy band formada por estátuas, por que não sobre arroz antropomorfizado? JAPÃO É ISSO AÍ!

Wagner: Um anime que antropomorfiza o nosso querido arroz!!! Como não assistir isso? A curiosidade é maior, não tem jeito, mas grandes chances de me arrepender. Agora se for bom, engraçado mesmo, tem pinta de ser um dos grandes sucessos da temporada só pela bizarrice.

Lívia: Outro anime que parece fanservice mas que tudo indica que pode pelo menos render boas risadas.

Graveheart: Grande candidato a “mas porque mesmo estou assistindo isso?” da temporada. Depois das estátuas idols, nada mais me surpreende.

Leo Kusanagi: Mano, o Japão está de parabéns, porque conseguem criar anime de realmente qualquer coisa MESMO. CERTEZA que essa ideia veio de algum manolo que ama demais arroz e ficava bem p da vida de todo mundo na escola só comer pão. MAS O ARROZ É DAORA, GENTE! Mané arroz, eu quero é pão de batataaaaaaaaaa~~~ Claro que não vou assistir, mas valeria a pena. Aliás, vocês já assistiram Ben-To? É maravilhoso, vão atrás.

Sakuda: Eu também amo comer. Piadas à parte (ok, ainda vai continuar), é uma proposta imbecil do jeito que o Japão adora. O shonen de batalha (e slice of life para meninas) dos carboidratos. Podiam fazer um card game onde você usa os valores nutricionais e faz combo usando proteínas e vitaminas para vencer os duelos alimentares. Sucesso certo. De nada. (ah, detalhe pro tema, uma cover da música mais famosa do grupo Kome Kome Club (Youtube, buscar), que deve ter sido escolhida apenas pelo nome do grupo)


Oushitsu Kyoushi Haine

Wagner: Se for engraçado como o trailer é difícil isso ser bom. Parece mais um anime genérico da temporada, se tentar achar um ponto positivo só daria pra elogiar os personagens que estão bem desenhados. Mas às vezes pode surpreender, já que sinopses e trailers de anime dizem muito pouco sobre o que a obra verdadeiramente é.

Danilo: 4 Príncipes são alunos de um professor determinado, mas mais jovem e inocente. Todos eles com personalidades distintas (leia-se estereótipos) traços bem delicados e bem animados. Claramente um anime que se sustentará mais pela beleza de seus personagens do que pelo seu conteúdo.

Leo Kusanagi: Anime com um traço bem bonito, mas que é de nicho e pouca gente vai assistir, só quem realmente curtir ou estiver interessado na história. É mais um daqueles animes que saem aos montes na temporada e que não ficam nem marginalizados nem são grandes fenômenos.

Sakuda: Mais um slice of life genérico para meninas. Parece tão legal quanto o anterior… Qual era o nome?


Quan Zhi Gao Shou

Denys: Tirando o tom excessivamente dramático do trailer, lembrando muito os doramas asiáticos, estou muito curioso com essa série que mistura ação sem grandes preocupações e aspectos de eSports!

Diogo: Só eu não sabia que esse desenho chinês existia até ter que fazer esse post? Valor de produção parece baixo. A história teria que se sustentar por si só e, bem, não boto minha mão no fogo.

Wagner: Mais uma adaptação de obra chinesa, os japoneses estão pegando gosto nisso, acho legal essa visibilidade que esses trabalham estão ganhando. Mas falando do anime sinceramente não me interessou, mais um SAO genérico e com um visual de gosto bem duvidoso.

Danilo: Outra cópia de Sword Art Online, mas aqui temos um pouco mais de personalidade e idéias originais. Quero ver como será desenvolvida a relação de sua vida pessoal com a vida virtual e os conflitos com sua antiga equipe.

Leo Kusanagi: Uma coisa muito interessante da cultura japonesa é fazer essa aproximação com culturas locais que no âmbito político vivem brigando. Um anime com muito elemento chinês, ainda seguindo aquela onda de Sword Art Online de mundos cibernéticos e realidade virtual. O trailer é dramático demais, mas ai vem muito da bagagem chinesa de contar histórias. Quer passar uma impressão mais dramática e profunda desses mundos cibernéticos, mas acredito que no final será apenas mais um como tantos outros.

Sakuda: Nossa! Mais um anime baseado em material chinês! Seria interessante se não fosse a mistura de Sword Art Online com os animes pretensioso que tentam imitar o Makoto Shinkai. A animação parece de primeira, e se focar nas cenas de ação e não em pescar e montar casinha pra casar com a menina que na realidade seria um gordo deitão nekama (google, buscar… Péra, não, não faz isso), pode ficar legal. Mas não acho que teria saco pra uma temporada disso.


Re:CREATORS

Diogo: Olha… BELLO robô gigante, ein. Ele por si só já me despertou interesse no anime. Se aguentarei para além do primeiro episódio, aí já não sei.

Wagner: Robozão bonito, personagens com visual legal e uma premissa enigmática que não fala muito sobre o anime. É vou ter que assistir pra entender melhor isso.

Danilo: A sinopse não fala nada com nada, mas hey, tem batalhas, muitas batalhas, olha que legal! Espero que o anime não se leve a sério demais e foque mais no combate. Tem potencial.

Leo Kitsune: É impressão minha, ou a sinopse é um resumo do tema de Westworld, da HBO? Bom, a metalinguagem e a mistura de gêneros me interessaram. Como o Denys disse, o trailer é excessivamente dramático. Vamos ver se o roteiro consegue equilibrar drama com um pouco de senso de ridículo. (E… desculpa, mas metade do meu interesse aqui é porque o logo é muito legal. Eu sou assim.)

Leo Kusanagi: Tendi foi nada, mas novamente, espero que seja um anime que traga alguma profundidade e não apenas tenha uns robôs e batalhas, aqui sou totalmente o oposto do Kaneda, hahahaha.

Sakuda: O tema é interessante, e tem o jeito de ser o anime de ação com um pouco mais de cabeça da temporada. Esse lance de dar vida a personagens de histórias cria a possibilidade de ter magia, tecnologia, putaria e o que mais você quiser, numa espécie de crossover não oficial de várias séries. Se for bem explorado, quero ver. Mas tenho um pé atrás com esses títulos que parecem pedaços de códigos…


Renai Boukun

Denys: Apesar de eu não ver muita graça em personagens yandere, essa paródia de Death Note tem tudo para ser a comédia sem sentido da temporada!

Diogo: Eu já ri do anime só na sinopse. Isso é um excelente sinal para uma comédia. Espero dar boas risadas quando assistir à série.

Wagner: Só pela paródia com Death Note já me conquistou. Anime com potencial para ser bem engraçado e se tornar a grande cómedia da temporada. Destaque para a roterista Natsuko Takahashi que transmita bem entre a comédia (Ore Monogatari) e o drama (Tokyo Magnitude 8.0).

Danilo: Conheçam uma Shinigami com o seu Kiss Note, capaz de transformar 2 pessoas em um casal. Anime non-sense divertido com muito potencial. Adorei!

Leo Kusanagi: Os caras fizeram uma paródia de Death Note, mano! E com uma temática muito doida. Será que vai vingar? Sei lá, mas parece bem divertido e sem noção.

Sakuda: Zueira com Death Note, no pior que o fandom otaku pode fazer pra zuar uma série que já foi desgastada. Se você escrever o nome de um casal no caderno e eles não se beijarem em 24 horas, eles morrem. Não, não… Só passam uma vida inteira virgens!! Caramba, esse shinigami aí andou fazendo uma road tour pelo Japão, hein?


Rokudenashi Majutsu Koushi to Kinki Kyouten

Denys: Qual é a necessidade desse uniforme escolar?! Quer fazer anime escolar harém genérico? Faz, mas faz algo com gosto pelo menos.

Diogo: Eu queria comentar algo construtivo aqui, mas não dá não. Ecchi que só vai interessar quem busca só isso num anime.

Wagner: Não da pra dizer que é um anime original, mas gosto dessa ideia de personagem desacreditado que na verdade esconde um grande poder. Sem contar que o visual e animação parecem bacanas, se souberem conduzir a história sem apelar demais para o ecchi pode funcionar. Vou dar uma chance.

Danilo: Anime Ecchi com alunas sensualizadas para todos os gostos, lutas com magias genéricas, professor desleixado, mas poderoso. Vários clichês são aplicados aqui e contando com uma animação competente, pode fazer sucesso. Vou assistir! XD

Leo Kusanagi: MANO, MELHOR PROFESSOR! Faz as paradas ai e me deixa quieto, galera! Brincadeira, vocês precisam estudar! Ele tá MUITO ERRADO! Tinha tudo pra ser um anime mó legal, mas será apenas mais um anime ecchi. Se não fosse, até daria uma chance.

Sakuda: O professor preguiçoso que defende seus alunos de ameaças… É um remake ruim de Nube? (Google, buscar)


SAGRADA RESET

Denys: Depois de explorar os estranhos eventos em Kokoro Connect, Shinya Kawatsura retorna com a ideia de pessoas do cotidiano com poderes especiais, só que dessa vez resolvendo mistérios. Facilmente um dos que mais me chamou atenção, especialmente por gostar do trabalho do estúdio David Production.

Diogo: Vamos por partes. O potencial da história é inegável. Coloque uma cidade em que vários tem poderes especiais e o cenário está montado para algo épico acontecer. No entanto, achei o visual da série bem desinteressante, o que acaba comprometendo a experiência.

Wagner: Gosto de histórias que mexam com o tempo então essa premissa já me deixou interessado em assistir. Só espero que o anime seja mais empolgante que o trailer, apesar de achar isso difícil já que o diretor Shinya Kawatsura (Tanaka-kun wa Itsumo Kedaruge) tem por característica criar esse clima mais monótono mesmo para seus animes.

Danilo: Oriundo de uma light novel, tem idéias interessantes, mas o traço genérico em sua animação pode afastar muita gente. O trailer me passou um clima monótono, o que me afastou ainda mais…

Leo Kusanagi: Adoro coisas relacionada à tempo, mas a série vai precisar se desenvolver muito bem pra poder não fazer com que o enredo fique superficial demais. Tem muito potencial de ser um dos animes que a galera vai curtir acompanhar, mas vai depender muito de como os roteiristas vão contar a história.

Sakuda: O tema parece interessante, resolver mistérios usando poderes especiais. Mas esse clima estéril e seco, tentando se passar por um anime do Makoto Shinkai (tem até o pianinho triste) me deixa com medo de ser só a série pretensiosa da temporada. Mas fico mesmo curioso.


SAKURA QUEST

Denys: Exceção feita à SHIROBAKO, já há algum tempo os animes da P.A. Works não me chamam a atenção, mesmo com um valor de produção altíssimo. Devo dar uma chance à Sakura Quest muito mais pela falta de slice of life’s interessantes nessa temporada do que por realmente esperar algo acima da média.

Diogo: Da última vez que o P.A. Works decidiu abordar uma temática adulta (não no sentido de ter cenas de sexo e violência mas de tratar de personagens adultos “de verdade”), o resultado foi um dos melhores animes que já assisti na vida: Shirobako. Porém, não dá pra dizer com certeza que Sakura Quest vai seguir nesse caminho. Não conheço o suficiente a equipe técnica para fazer qualquer afirmação, mas darei uma chance. Na pior das hipóteses, parece que será será, pelo menos, um anime muito bonito de se assistir.

Wagner: É o P.A. Works apostando mais uma vez na fórmula em que foram bem sucedidos com Shirobako, pena não ser a mesma equipe envolvida. Mas estou curioso para ver o que o roteirista do sucesso recente Re:zero vai fazer com esse anime.

Danilo: Um anime focado sobre o dia-a-dia do trabalho de cinco meninas na agência de turismo de sua provincia. A fórmula do Shirobaku tem dado certo e acredito que Sakura Quest possa ir para o mesmo caminho. Gostei!

Leo Kusanagi: P.A.WORKS SAVE ANIME. Sério, eu adoro quando eles pegam esses projetos mais HUMANOS pra fazer. É uma das minhas maiores apostas da temporada, pq é um slice of life que foge dessas coisas escolares e foca em pessoas trabalhadoras, sobre um tema que parece bem legal. Façam um dorama disso também!

Sakuda: Slice of life para garotos? Nossa, que saudades! Parece até que estou em 2005! Piadas à parte (jamais serão), o tema é interessante. No Japão, realmente fizeram isso, de chamarem garotas bonitas da região ou possíveis celebridades locais para serem embaixadores do turismo. Envolvendo ainda temas atuais, como a busca de emprego em um cenário de mudanças, as cidades que estão sumindo por falta de jovens, etc… O PA Works sempre tenta misturar a babação com um tom de seriedade, por isso acho que pode ficar legal… Se a mão direita ficar na caneta ou no mouse!


Seikaisuru Kado

Denys: Longe de ser uma animação ruim em CGI, mas definitivamente é algo que desmotiva em um primeiro momento. No entanto, a curiosidade de ver como a Toei irá tratar um anime original de ficção científica é maior. O trailer, ainda que sem mostrar muita coisa, cria uma mistério interessante – no mínimo – para me fazer querer ver os três primeiros episódios.

Diogo: Animes feitos em CG estão ficando cada vez mais comuns. É bom nos acostumarmos com isso ou vamos sofrer muito nos próximos anos. Felizmente a tecnologia parece estar evoluindo também e Seikaisuru Kado apresentou uma qualidade visual bastante competente. Além disso, é um anime original, de ficção científica e com uma sinopse a la drama político que me despertou interesse. Espero gostar. Quero gostar.

Wagner: Sem dúvida o anime de sci-fi que mais me interessou nessa temporada. Tenho ainda receio por ser em CG e não animação convencional, mas até isso parece estar em um nível aceitável. Espero que surpreenda e que foque realmente nas questões politicas.

Danilo: Um alienígena com aparência humana (lindo por sinal), aparentemente irá intervir na política do japão. Como? Não sei. Parece que a idéia do surgimento de uma raça extra-terrestre não combina com política, mas estou curioso pra ver como eles irão amarrar isso.

Leo Kusanagi: EITA, SCI-FI BICHO!!!! Toei fazendo animes originais com temáticas mais sérias? E O ORÇAMENTO??? Nem sei, pq o trailer não mostra muita coisa. Mas eu adoro tramas políticas e acho que mais animes deveriam ter esse tipo de temática. EU QUERO ACREDITAR QUE SERÁ BOM, ME DEIXA.

Sakuda: Olha… Animação com tema de série americana que passa de madrugada na Globo? Parece legal, hein? Mas que caralhas de trailer é esse, que fala menos do que será o anime do que um mangá do Gon (o dinossauro, não de Hunter x Hunter, Google, buscar)?


Sekai no Yami Zukan

Denys: Depois da ótima produção na série de Yami Shibai, todo anime de horror feito pelo estúdio ILCA me fará parar para assistir. Explorando os mais diversos elementos do oculto, Sekai no Yami tem tudo para preencher uma lacuna infelizmente pouco explorada nas temporadas recentes; o bom terror.

Diogo: Anime de terror. É algo raro. Torcendo para que seja bom pois precisamos de mais representantes do gênero a cada temporada.

Wagner: É terror e terror é algo tão pouco explorado, ou bem explorado pelo menos, que já vale assistir para ver o que fizeram. Não tenho muitas informações sobre esse anime, mas vou tentar assistir se o medo deixar.

Lívia: Para quem gosta de horror, lendas urbanas e extraterrestres pode ser bem interessante.

Leo Kusanagi: AQUI O CAPIROTO, O COISA RUIM, O MOCHILA DE CRIANÇA ESTARÁ PRESENTE! ESTEJAM PREPARADOS PARA EXPLORAR O OCULTO, OS ALIENIGENAS DO PASSADO, ~ALIENS~, ASTRONAUTAS DO FUTURO, A LOIRA DO BANHEIRO!

Sakuda: Aliens! É do History Channel?


Shingeki no Bahamut: VIRGIN SOUL

Wagner: Acho o design de cenário e de personagens desse anime algo fora de série. Desde que saiu a primeira temporada tenho interesse nesse anime, acabei não assistindo por ter outras prioridades na época. Vamos ver se com a estreia da segunda temporada eu corro atrás do tempo perdido.

Danilo: Não assisti a primeira temporada de Shingeki no Bahamut. Pelo trailer, foi um erro grave da minha parte. Tem tudo que eu gosto: clima de RPG, Dragões, Batalhas de Espadas, Animação impecável e bastante magia.

Sakuda: O cara que deu o nome desse negócio deve ser muito manjão. Mas ainda assim, o anime parece bem feito. Bem desenhado. Mas imprestável. E nesse tipo de anime, é redundante dar um subtítulo de “alma virgem”. Todos sabemos que são, de corpo e alma.


Shingeki no Kyojin 2

Denys: Quase quatro anos de espera esfriam qualquer empolgação, mas é inegável que Shingeki no Kyojin 2 é o título dessa temporada, a questão é se as expectativas criadas durante esse período, especialmente pelos fãs internacionais, não irão engolir a segunda temporada. Que venham mais titãs, mais mistérios, mas de preferência com uma terceira temporada logo ali!

Diogo: Não gosto de Shingeki no Kyojin. Acho a história beeeem mais ou menos e a arte tosca demais. Curiosamente, o anime melhorou a série nesses dois aspectos. A história ficou mais interessante sob a direção de Tetsuo Araki e o visual ficou ABSURDO graças ao Wit Studios. Se querem consumir esse material, que seja pelo anime então.

Leo Kitsune: Eu sempre defendi que o que vale mesmo a pena é ASSISTIR Shingeki no Kyojin. Eu não sei até qual parte do mangá veremos na segunda temporada, mas, se rolar aquele meio com golpe político e tudo mais, confio que a direção exagerada do Tetsurou Araki pelo menos deixe isso interessante. O animê de Shingeki no Kyojin pode continuar a ser um marco da animação japonesa (é um dos maiores sucessos dos últimos anos, afinal), e torço pra isso, porque precisamos dessas obras para impulsionar a indústria.

Wagner: Gostei bastante da primeira temporada do anime, é um daqueles casos em que a adaptação consegue salvar o material original. Espero que mantenham o nível e que consigam surpreender novamente. Ainda confio na direção do Tetsurou Araki mesmo ele dando uma bela patinada em Koutetsujou no Kabaneri. Mas é sempre bom lembrar…não acredite no hype!

Danilo: Alguns mistérios são revelados nessa temporada e o mundo de Shingeki no Kyojin será expandido além do muro. Como é algo inédito para mim, estou ansioso p/ assistir.

Lívia: Não pretendo ver já que não assisti a primeira temporada inteira.

Kushina: Eu desisti do mangá de Shingeki no Kyojin desde que voltei do Japão, mas pretendo acompanhar o anime! Espero que mantenham a qualidade de animação da primeira temporada que foi a maior decepção de quem viu o anime primeiro e depois se deparou com o traço do Hajime! Estou animada apesar de ter me desapontado com o mangá!

Leo Kusanagi: Shingeki quando saiu foi um fenômeno mundial. Com o final – surpreendente – do anime, muito se falou sobre a continuação mas, pra mim, demoraram DEMAIS pra trazer a segunda temporada. Mas ai vão falar: “pow, não tinha história pra contar”, beleza, mas foram quase 4 anos de intervalo e isso esfria qualquer hype. De qualquer forma, ainda assim estou animado pela continuação. Nunca li mangá então espero que a segunda temporada seja tão boa quanto a primeira.

Sakuda: Demorou pra caramba… Na época em que acabou a primeira temporada, eu ainda postava no Genkidama quase todo dia. Parece até mentira, né?


Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka?

Denys: Mesmo sem um diretor de peso encabeçando o projeto, Shuumatsu me empolgou bastante por sua premissa. Baseado em uma iight novel curtinha e já encerrada, a ideia de acompanhar o drama familiar em um mundo de fantasia envolto em conflitos e a diferença de tempo de um homem preso ao passado parece interessante demais para deixar passar.

Wagner: Já ouvi falar bem dessa light novel e a premissa de drama com essa pitada de mitério em mundo sem humanos pode sair coisa boa.

Leo Kusanagi: A história parece bem legal. Essa premissa de mundo pós-apocaliptico sempre me atrai, mas antes de qualquer coisa, o que precisa prender é o roteiro. Dificilmente irão focar no porque do mundo estar daquele jeito e provavelmente será quase um “slice of life” no futuro. E isso não é ruim, mas espero que não caia na mesmisse.

Sakuda: Título tosco (O que você vai fazer no final de semana? Está ocupado? Pode vir me salvar?) da temporada. A história, cheia de um clima épico, apocalíptico, com seres invencíveis querendo destruir a humanidade… E menininhas bonitinhas com armas desproporcionais como a última esperança. Ah, e um cara introvertido (mas de bom coração) que tem que cuidar de todas elas? Não vira.


Souryo to Majiwaru Shikiyoku no Yoru ni

Denys: Um josei erótico dirigido por um diretor de hentais em episódios de cinco minutos? Isso tem cara de que vai dar muito errado.

Wagner: Juro que pela sinopse pensei que seria um anime sério, um romance emocionante, daqueles bonitinhos de assistir. Mas fui ver o trailer e está bem longe disso, é quase um hentai. Depois descobri que na verdade é adaptação de um mangá josei mais erótico, deve encontrar seu público.

Karol: Um anime josei com uma pegada erótica. Bom, poderiam ser uma obra interessante que se aprofundaria nas relações pessoais, mas acho que só se focará no erotismo mesmo, uma pena!

Danilo: Romeo e Julieta entre um sacerdote e uma adolescente. Clichê, mas o conflito entre o amor e o proibido é sempre interessante se bem explorado. A animação promete ser um pouco picante. Me agradou, claro!

Leo Kusanagi: Uma história que parece bem mais adulta e que certamente caberia em um dorama do horário nobre. Se focar na relação dos personagens,
Será um bom anime e espero que seja mesmo, já que animes mais adultos, mais no sentido de relações mesmo, estão em falta hoje em dia.

Sakuda: Putaria pra mulheres, por que não? É engraçado que no Japão dá pra diferenciar putaria de não putaria pela baba no beijo…


Tsugumomo

Denys: Inicialmente não estava dando muita bola para esse aqui, ainda mais pelo diretor novato em um estúdio sem tradição, mas ao ler o primeiro capítulo do manga encontrei uma série que usa bem sua premissa clichê, juntando o sobrenatural com ação e comédia. O problema é que avançando mais um pouco começa a descambar para o fanservice mais rasteiro possível, só um milagre para salvar.

Diogo: Não percam tempo com isso. É o máximo que vou falar aqui.

Wagner: O que seria dos animes sem o harém, as vezes são divertidos, as vezes só incomodam, mas vem temporada e passa temporada e eles estão sempre ai. A sinopse e o trailer desse já deixam claro que será algo bem genérico, não me interessou mesmo. Obs:. Tem calcinhas aparecendo no trailer, se você gosta desse elemento narrativo tão importante, vai na fé.

Danilo: Mais um anime Ecchi com roteiro duvidoso, algumas batalhas entre bruxas e sacerdotisas p/ diversificar um pouco e protagonista sem expressão e genérico. Passo.

Leo Kusanagi: Harém totalmente dispensável que ilude você achando que vai ter todo um plot maravilhoso sobre o obi e história do artefato, mas que só vai servir pra ver as meninas correndo atrás do cara e ele como sempre, ficando vermelho quando alguma delas chegar perto pra tentar algo mais. To bem cansado desses animes, lol

Sakuda: Curioso como os japoneses transformam tudo em putaria. Essa crença de que espíritos crescem em objetos inanimados que são muito amados por pessoas já foi usado para criar demônios, fantasmas, casas mal assombradas… Agora vai animar a mão de muito otaku solitário. Típico anime feito pra explorar as dubladoras.


Tsuki ga Kirei

Denys: A sensibilidade de um romance adolescente nas mãos de Seiji Kishi e essa arte lindinha já conquistaram meu coração! Fácil o anime que mais quero ver nessa temporada!

Diogo: Se eu tivesse que escolher apenas um anime para acompanhar nessa temporada, esse anime seria Tsuki ga Kirei. Um romance adolescente que, ao que parece, vai focar no aspecto “coming of age” ao invés de apenas requentar clichês. O visual está bem bonito também, o que é sempre um plus. Vai que é tua, Tsuki ga Kirei!

Wagner: Desde Kamisama Dolls gosto muito do trabalho de Seiji Kishi, não da pra deixar de assistir um anime dele. E meu deus que visual deslumbrante, é facilmente o anime mais bonito dessa temporada. Aposto que será um romance dos bons!

Danilo: Eu tenho um fraco para animes de romance, principalmente quando há um forte desenvolvimento nos personagens e suas relações. Recomendadíssimo.

Lívia: O visual é bonito, mas eu pessoalmente não me interesso por animes de romance, Para quem gosta, parece ter tudo para acertar em cheio os corações dos espectadores.

Graveheart: Um anime de “coming of age” em que (aparentemente) a história é do ponto de vista de uma garota? Tem potencial de ser um ótimo anime para assistir pouco antes de dormir.

Leo Kusanagi: Será um dos queridinhos da temporada e é provável que até eu queira dar uma conferida. O diretor é bom e a arte é muito bonita! Romances com desenvolvimento de personagens são os melhores e estou apostando bastante nesse anime!

Sakuda: A lua tá bonita. E esse anime é tão casual quanto a frase que a nomeia. Parece tão “tanto faz” que a tradução pro Brasil poderia ser “Será que chove hoje, hein?”. Prêmio Gostinho de tanto faz da temporada.

By Paulo Grego, do grupo do Genkidama no Facebook.

Uchouten Kazoku 2

Diogo: Ainda tenho que ver a primeira temporada desse anime.

Wagner: Ainda da tempo de reparar o erro que vocês podem ter cometido ao não assistir a primeira temporada. A história sobre essa excêntrica família de tanukis é ótima e deve ser mais apreciada pelo público. A obra é uma adaptação da novel de Tomihiko Morimi autor do cultuado The Tatami Galaxy.

Lívia: A primeira temporada foi ótima, estou torcendo para que a segunda seja tão boa quanto. Pelo trailer, dá para ver que o visual estiloso e a ambientação fantástica estão mantidos. Aguardando ansiosamente!

Sakuda: Gostei muito do primeiro. Parece que vou gostar desse também. Ele tem um clima muito estranho, muito particular… É melancólico, depressivo, mas ao mesmo tempo, positivo, até mesmo fofinho… O anime faz pensar em diversos momentos e ainda assim, consegue ser bem animado, empolgado. Talvez seja difícil para alguns, mas é uma das pedidas da temporada pra mim.


Warau Salesman NEW

Wagner: Nova adaptação do popular anime da década de 80 ‘Warau salesman’. Muita gente não sabe, mas o autor desse mangá é um dos coautores de Doraemon. E é engraçado que ao contrario do simpático gato robô essa história parte bem mais para o drama psicológico. Tem muito potencial, vou assistir os primeiros episódios com certeza.

Danilo: A idéia de um vendedor que atende a qualquer desejo do seu cliente e impõe regras para fechar o negócio é interessante. Cada episódio é um cliente diferente e a fórmula pode enjoar rápido se o roteiro não souber diversificar e expandir um pouco o universo em que o anime se passa.

Graveheart: Curto muito animes com temáticas esquisitas, e Warau parece ser o escolhido dessa temporada. O plot de um homem que cumpre com os desejos das pessoas e as consequências disso já foi trabalhado à exaustão em outras obras, mas sempre pode surpreender.

Leo Kusanagi: Mais um anime que certamente daria um bom dorama, mesmo o traço sendo bastante estilizado. Se você levar em conta apenas a sinopse, dá pra ver que tem uma certa profundidade e cabe até um drama! Quanto ao anime, acho que o traço me afastaria de assistir, mas se a história for realmente boa, por que não?

Sakuda: Remake de série clássica, do autor de Super Dínamo, Fujiko Fujiyo A, que foi um dos primeiros assistentes de Osamu Tezuka, até morou no mesmo quarto que havia sido dele. Formou uma dupla tão uniforme com Fujiko F Fujiyo, autor de Doraemon, que até hoje é difícil saber que mangá é de qual deles. Essa série é de um período bem mais avançado do autor, quando ele fazia mangás para adultos. A série é obscura, mas no Japão, tem alguns fãs. E o anime antigo está disponível em canal oficial no Youtube (legendas automáticas). De nada.


Zero kara Hajimeru Mahou no Sho

Denys: Não, esse anime não tem nada a ver com Re:Zero, mesmo com os nomes absurdamente parecidos. Apesar do estúdio White Fox estar apresentando constantemente boas obras, essa fantasia batida e seu trailer genérico me afastam, ainda que dar uma olhada no primeiro ou segundo episódio não seja impossível.

Diogo: Precisamos de tantos animes “comuns” de fantasia assim?

Wagner: Parece promissor se souberem realmente explorar o universo criado para a série e não ficarem focando apenas em sidequests bobas como muitos animes de fantasia fazem. Vou assistir sim!

Danilo: Anime de fantasia do estilo que eu gosto. Aparentemente não tem muita profundidade em sua trama, mas parece que o carisma de seus personagens e batalhas serão o suficiente para me prender ao anime.

Leo Kusanagi: Adoro animes de fantasia! Quero que explorem este mundo para que o anime não fique bobo e tenha grandes aventuras! Sinto faltas de animes meio RPG onde os personagens partem em uma jornada. Espero que seja bom.

Sakuda: RPG anime genérico. Não sei o que pensar, pode ser legal, não sei se poderia ser mais que um passatempo, mas com certeza não é um anime indispensável da temporada.


Sakuda: Só pra complementar, eu comentei mais alguns animes. Não que sejam dignos de nota, mas fica pela curiosidade 😀

Duel Masters (2017)

Meu turno. Eu…. passo.

Starmyu 2

É o “novo K-On” da temporada. Slice of Life para meninas? Teve alguns bons, tipo aquele de natação e aquele de patinação artística… Mas esse tem cara de ser ruim. E ainda é o 2! Alguém soube que teve o um?

Akindo Sei no Little Peso

Um comercial longo e com história de um game pra Line (o equivalente ao WhatsApp no Japão). Um alienígena que recebe a missão de seu rei de ir a outros planetas juntar o dinheiro de todo o universo. Poderiam fazer um mod da Lava Jato pro mercado brasileiro. Sucesso coxinha, na certa. De nada.

Idol Time PriPara

A Tatsunoko já fez G-Force. Já fez Speed Racer. Já participou de Evangelion. Esse anime traduz a situação do mercado. É como um velhinho tipo o Clint Eastwood vestido como um bebê indo pro batizado querendo falar a mesma língua dos jovens, porque é “antenado”. Mas no fundo, só quer dinheiro!

Twin Angel BREAK

O ouriço que mira o * tá quebrando as anjinhas gêmeas? A piada foi ruim? Então espere até ver o anime!

BERSERK 2

Nossa, vai ter continuação disso e não teve da animação clássica!

Rilu Rilu Fairilu: Mahou no Kagami

Kagami é tipo uma foto do Bolsonaro numa faculdade pública? Se a piada foi ruim, imagine o anime!

Ani ni Tsukeru Kusuri wa Nai!

Gosto de pessoas diretas, assim como a sinopse desse anime. O nome poderia ser tipo “Não existe remédio para curar meu irmão” e faria mais jus ainda a essa cara de Sessão da Tarde (a clássica, não a que passa filmes nerds B pra animar a galera pra Malhação).

Nobunaga no Shinobi: Ise Kanegasaki-hen

É da Young Animal, esse mangá? Onde sai Berserk sai isso aqui??

Kyoukai no RINNE 3

Ainda não acabou o creme Rinse? Achei que essa série da Rumiko Takahashi não tivesse decolado. A Shonen Sunday é engraçada, dá força pra um negócio mesmo que tudo indique que não… Às vezes dá certo, né?

Kenka Banchou Otome: Girl Beats Boys

Um harem reverso misturado com Crows e com trama de filme da Disney? Poderia ser mexicano, mas é temperado no shoyu, então nem podemos esperar a graça das tosqueiras. E ser a mais forte de uma escola cheia de filé de grilo não é orgulho pra ninguém. Nem pesquisei pra ver, mas seria isso uma versão moezeira da série Kenka Banchou, do Playstation? O game já era trash pra caramba, mas envolvendo harém fica ainda menos palatável…

Room Mate

É a versão para garotas de um anime de putaria para moleques. Pelo que eu entendi, a graça é ser em primeira pessoa, como se fosse um date sim, onde você é o quarto elemento morando em um mesmo apartamento. Engraçado ver que é o mesmo estúdio de Digimon Tri.

 Saenai Heroine no Sodatekata

Segunda temporada? Mas eu nem vi a primeira! xD   Material cliché, peito, bunda e saia curta, com um Keitaro (Google, buscar) genérico… E eu tinha achado que no final do título tinha um erro de digitação, mas é isso mesmo… FLAT! Ou seja, uma versão de meninas flat, sem curvas… Sem peito e sem bunda. Ou eu tô errado nessa porra, hein? Tô errado??

Tomica Hyper Rescue Drive Head Kidou Kyuukyuu Keisatsu

Tomica começou como uma espécie de Hot Wheels genérico japa. Mas como você faria um anime de Hot Wheels? Obviamente faria robôs, né? Essa série deriva diretamente dos antigos seriados de Yuusha, tipo Mighty Gain, séries de robô para crianças pequenas. Aventura, diversão e tudo que um menino precisa para encher o saco da mãe até ela comprar o brinquedo.

sin Nanatsu no Taizai

Achei que era mais um spin off de Nanatsu no Taizai, o mangá da Shonen Magazine. Mas é um anime de putaria com a queda de Lúcifer como tema. Seria algo como Lúcifer gender bender gostosona do inferno, numa road trip muito doida com Leviatã e Maria, a humana inocente, enfrentando de peito (e pernas) aberto os Sete Pecados Capitais. Softporn lésbico gender bender herético hentai de fantasia genérico.

Yu-Gi-Oh VRAINS

Yu-Gi-Oh nunca foi feito para ter sentido. E jogar card game surfando é o menor dos problemas. Engraçado a sobrevida que a série tem mesmo depois do mangá original ter acabado. Não sei como anda o cenário de card game para a série, mas se tem anime, tem criança pra comprar.

The Snack World

Parece Pokoyo. É do Discovery Kids?

Makeruna!! Aku no Gundan!

Colorido demais, tema batido demais… Exército do mal atrapalhado em comédia bonitinha já deu em Time Bokkan, forçou mais um pouco em Rockman Dash, mas depois de Minions, tá na hora de se afastar um pouco do tema.


E com isso terminamos nosso PREVIEW da próxima temporada! Espero que vocês tenham gostado desse tipo de post. Pretendemos fazer posts assim a cada nova temporada. Nos digam nos comentários quais animes vocês estão mais ansioso para ver dessa temporada! Nós queremos saber!

Conforme os animes forem estreando, fiquem ligados aqui no Genkidama para os posts de primeiras impressões. Também reservamos uma novidade legal para esse tipo de post então contamos com a sua visita.

CONFIRA A PARTE 1 DESSE POST

 

    Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa. Você pode me achar no twitter em @didcart.