Julho/2013: Animes Mais Populares Segundo o MAL

free_mal_capa

Hora de vermos mais uma vez quais são os animes mais populares da temporada em um site que traduz muito o espírito de quem frequenta este blog.

monogatari_series_second_season_mal

Depois de inúmeros artigos a respeito que fizemos, inclusive o último em Janeiro/2013, chega mais uma vez de conferir através da lista abaixo quais os animes mais e menos acompanhados de uma temporada que parece tão equilibrada e balanceada em sua variedade e ao mesmo tempo falta de uma destaque maior. Abaixo [dados coletados em 31/07/2013]:

high_school_dxd_new_mal

01 | FREE! | 43.825
02 | Watashi ga Motenai no wa Dou Kangaetemo Omaera ga Warui! | 40.792
03 | Danganronpa the Animation | 40.654
04 | BLOOD LAD | 39.610
05 | High School DxD New | 27.590
06 | Monogatari Series: Second Season | 26.259
07 | Kami-sama no Inai Nichiyoubi | 25.153
08 | Kami nomi zo Shiru Sekai: Megami-hen | 24.114
09 | Inu to Hasami wa Tsukaiyou | 21.888
10 | Gin no Saji | 18.276
11 | Servant x Service | 18.263
12 | Love Lab | 17.548
13 | Gatchaman CROWDS | 17.069
14 | Makai Ouji: Devils and Realist | 15.426
15 | Rozen Maiden [2013] | 14.308
16 | Choujigen Game Neptune: The Animation | 14.305
17 | Fate/kaleid liner Prisma☆Illya | 14.240
18 | BROTHERS CONFLICT | 14.221
19 | Stella Jogakuin Koutou-ka C³-bu | 13.471
20 | Uchoten Kazoku | 13.372
21 | Gen’ei wo Kakeru Taiyou | 12.963
22 | Kiniro Mosaic | 11.349
23 | Kitakubu Katsudou Kiroku | 10.777
24 | Genshiken Nidaime | 8.994
25 | Fantasista Doll | 7.818
26 | Hakkenden: Touhou Hakken Ibun 2nd Season | 7.423
27 | Senyuu. 2 | 6.201
28 | Senki Zesshou Symphogear G | 6.063
29 | Ro-Kyu-Bu! SS | 5.588
30 | Tamayura: More Agressive | 4.231
31 | Recorder to Randoseru Mi☆ | 3.637
32 | Gifuu Doudou!!: Kanetsugu to Keiji | 3.100
33 | Teekyuu 2 | 2.705
34 | Futari wa Milky Holmes | 1.803

blood_lad_mal

Antes de qualquer comentário mais específico, vale citarmos alguns pontos que são válidos para qualquer temporada:

1 – Continuações sempre são menos assistidas. Sempre. Há quem não passou da primeira temporada de Monogatari Series, TWGOK ou Genshiken, quem nunca assistiu e quem simplesmente acha que não vale a pena voltar para mais um ou vários cour de uma série que acha absolutamente mediana.

2 – Qualquer obra com uma proposta diferente atrai menos público. Se este é apenas menor como em Gin no Saji ou muito menor como em Gifuu Doudou!! depende da capacidade desta em dialogar com o público que, sim, quer algo fresco – desde que esteja dentro de certos parâmetros.

3 – Anime popular tem que ter meia hora de duração [vinte e quatro minutos sem comerciais], ponto. Curtas? Ninguém sabe, ninguém viu.

4 – Moe, ecchi, harem, todas essas palavrinhas podem – desde que acompanhadas de um protagonista homem que lidere a história. K-ON! a parte, a tendência de animes açucarados sem presença masculina é de serem para poucos.

5 – Dez mil pessoas na lista é a meta mínima para considerarmos que realmente tem um grupo mesmo que pequeno vendo determinada obra. Desculpem, fãs de Genshiken e Teekyuu.

danganronpa_mal

Introdução a parte, vale constatar que fora dos cinco primeiros colocados temos uma temporada normal até demais em ser injusta com animes como Uchoten Kazoku [quem sabe depois que terminar] e escalonar os animes de forma mais ou menos esperada entre a parcela das pessoas que assistem.

Claro que o My Anime List, apesar de ser um site conhecido a bastante tempo pelo fandom, cresceu do último ano para cá, mas a comparação com Julho de 2012 também revela que temos aqui uma base mais forte, composta de obras que devem marcar mais o público – e também juntando diversas continuações a muito esperado [sim, até mesmo a mais popular delas, High School DxD].

E é DxD quem abre uma lista de improváveis animes que conquistaram ao menos a atenção de muitos em Julho/2013 – da execrada [ao menos nos blogs] adaptação da Visual Novel de crime/mistério Danganronpa e passando por dois mangas que sempre foram pontos no radar mas só agora tem a chance para brilhar: o estiloso BLOOD LAD, caso raro de obra publicada no Brasil antes mesmo de uma animação, e WataMote, manga online que mistura comédia e drama na medida certa para representar o sofrimento de muitos de nós, tímidos, isolados e sem perspectiva neste mundo pós-moderno.

Propostas bacanas que talvez passariam mais batidas em uma temporada mais movimentada, encontraram em Julho a época certa para, ao menos com o povo da internet, causarem o impacto necessário e estarem na lista de muitos. E é exatamente isso que acontece com o campeão da lista – mas FREE! é um caso a parte e merece um parágrafo próprio.

O anime de natação com que Animation Do e Kyoto Animation tentam descobrir se investir em fujoshi dá dinheiro; mas se o Japão já provou com Hakuouki e UtaPri que tem mercado para isto, por aqui Kuroshitsuji é o único anime mais focado neste público no Top 100 de popularidade; mesmo queridinhos como Hetalia – que vende manga físico inclusive no Brasil – não chegam a uma posição na qual estão presente as primeiras temporadas de TWGOK ou Haganai.

Assim, resta a dúvida: há tanta fujoshi assim vendo FREE! ou um público adicional embarcou na brincadeira de ao menos marcar na lista? E se este público realmente existe, qual o resultado ao ver o anime? É questão de vermos mais a frente, principalmente no post de final de ano acerca do assunto [falando nisso, já viu o de 2012?]. Por enquanto resta acompanharmos a lista e também os animes, cada um recheados e belas surpresas [esperamos!] e amargas frustrações [que não venham].

watamote_mal

E no final de semana…

…afinal, quais foram os animes mais baixados nesta temporada? Serão os mesmos da lista? Ou…

Hora de vermos mais uma vez quais são os animes […]

14 thoughts on “Julho/2013: Animes Mais Populares Segundo o MAL”

  1. Saudações

    Dados provenientes do MAL possuem uma importância explícita, porém com uma margem de erro à se considerar.

    Dos doze animes que procuro seguir na temporada, apenas dois estão fora do top’20 mostrado e sete estão no top’10 da mesma. Não reflete um gosto pessoal acentuado (para níveis de ranqueamento apenas), mas pode-se ter uma noção dos fatos com isso…

    Questões como surpresas e decepções sempre haverão de existir. Isso é algo que muda muito com o tempo. Há variantes para tanto, lógico. Mas são dados de interesse.

    Pergunto-me, apenas, no geral do ano como se fazem situar os animes da atual temporada, em uma mescla com as obras exibidas em janeiro’2013 e abril’2013.

    Até mais!

    1. O problema é que esse ano está deveras fraco em relação à animes.
      Teve alguns que deram certo (Kyojin e Hataraku), mas no geral foi bem comum.

      1. Saudações

        Não acho que o ano esteja fraco na animação japonesa…
        Ao meu ver, 2013 está sem alguma obra que realmente impacte no público em geral…

        Basta observar que, em 2011, tivemos Puella Magi Madoka Magica, Steins;Gate e Fate/Zero que, por si, puderam abiscoitar boa parte das opiniões mais positivas possíveis dos fãs globais de animes. Ressalto que, no citado ano, meu anime preferido não foi nenhum destes três (observação de momento, apenas).

        Por sua vez, 2012 também apresentou obras de naipe elevado, muito embora “perdessem” em comparação com o ano de 2011.

        Em 2013 não arrisco nem dizer que Shingeki no Kyojin possa fazer o ano ao seu modo, tendo em vista que até o vigésimo quinto episódio muita coisa ainda poderá ocorrer. Só acho que, num escopo mais generalizado, 2013 está sendo um ano no qual os melhores animes não estão tão distantes daqueles que possam ser considerados como medianos e estes, por sua vez, estão alguns pontos à frente daqueles que possam ser definidos como ruins…

        Mas é apenas uma vã opinião de minha parte na questão…

        Até mais!

  2. Bom post .. o/

    Bom, eu tenho que criar ainda minha conta do MAL.

    Donganronpa esta em uma posição elevada ate d+ ,mas acho que logo cairá . Sou um dos que esta vendo Free! , por que esta sendo um anime mediano de clubinho e em uma temporada “fraca” ele sobre sai sobre vários …

    Meu palpite é que esse lista vai mudar muito ate o final da temporada …

    Vlw ate a proxima o/

    1. Cairá? Eu tô achando danganronpa bom e segue bem a formula de anime survival que sempre faz sucesso, não vejo por que ele cair.

  3. Pensei que o número de otomes/fujoshis não ultrapassasse o de fãs de ecchi/harém mas, acho que estou enganado, tudo bem que o sucesso de Free convém mais do estúdio do que do próprio plot, convenhamos que se fosse um anime da DEEN, não estaria nem a pau na primeira colocação, mas é meio deprimente ver uma obra como essa – e não digo isso pelo fato do fan service voltado pro público feminino, pois estaria sendo bem preconceituoso, já que aprecio alguns ecchis -, mas pelo fato do enredo ser podre e nada convincente, o que mostra que, esse público não deve ser levado a sério, apenas levando em conta sua carência por obras do gênero.

    Quanto aos demais, até que faz algum sentido fazendo um balanço geral da qualidade das séries, o que não entendo mesmo é High School D x D sendo tão popular, tanto com o primeiro anime como com sua continuação, eu não consegui assistir nem 10 minutos dessa porcaria, nem pelo ecchi vale a pena.

    1. Eu participo de uma comunidade online com gente de todo mundo, e todos estão olhando Free, 90% só de zueira.

    2. Saudações

      Discordo do que disseste sobre o anime Free!…

      O plot dele é tão básico quanto o da maioria dos slice-of-lifes que já assisti. Além disto, devo aqui confessar que o anime realmente consegue desenvolver muito bem este lado, sem maiores deméritos.

      Por fim, acredito que levar todo e qualquer público à sério possui os seus riscos bem visíveis. É um estudo meticuloso, em tese, mas facilmente aplicável.

      Até mais!

  4. Sempre que vejo uns comentários sobre Free! mencionando as fujoshis, passo a rever meus conceitos da palavra. Pensava que era para definir “garotas que gostam de boys love”. Se for de fato isso, estão todas [email protected]#%* pois em Free!, até o momento (epi. 04) não teve nenhuma cena yaoi. Makai Ouji é mais boys love do que Free!. Fora que, se considerarmos Free! um fanservice/ecchi reverso, é um anime muito melhor do que os ecchis normais, ótima animação, boa trilha sonora e ainda tem o nome de peso do estúdio.

    Fico triste com Gen’ei e Uchouten nessas posições, são uns que espero que virem o tabuleiro, positivamente.

    1. Gen’ei não, mas uchuten também fico triste. É um anime legal e divertido, a história e ambientação são tão agradáveis e interessantes que te prende na tela enquanto assiste o anime. Merecia bem mais atenção.

    2. Saudações

      Uchoten Kazoku, infelizmente, é um “anime não recomendável para todos”, justamente pela sua história que não atrai a atenção da massa de fãs mais equivalente.

      Entretanto, este anime em citação muito me atrai, por possuir um feeling similar ao de Sayonara Zetsubou Sensei, o que já evidencia um ponto positivo muito marcante e consistente. Além disto, o visual da obra e os diálogos dos personagens incrementam ainda mais o meu ponto de vista.

      Por isso, eu gostaria de ver Uchoten Kazoku em um posto mais elevado, mesmo sabendo que isto é algo difícil de ocorrer, em teoria…

      Até mais!

  5. A surpresa da lista é ter alguém realmente vendo Milky Holmes e Rozen Maiden estar numa posição pra lá de boa.

  6. Sinceramente.. essa temporada não está tão boa assim para mim.
    Os únicos que estou realmente acompanhando, e esperando com ansiedade o próximo episódio são: Gin No Saji, Watamote, Blood Lad, Free! e Inu to Hasami wa Tsukaiyou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *