Primeiro Episódio: Ginga Kikoutai Majestic Prince

Primeiro Episódio: Suisei no Gargantia

ginga_kikoutai_majestic_prince_01

Team Rabbit, mas pode chamar de Team Baka.

ginga_kikoutai_majestic_prince_02

Ginga Kikoutai Majestic Prince, manga escrito por Rando Ayamine [Getbackers] e ilustrado por Hikaru Nijima que conta, na cidade-academia de Gurantseere, a história do Team Rabbit [Time Coelho] – que por conta dos seguidos fracassos é conhecido como Zannen Five [Os Cinco Fracassados] mas tem uma verdadeira mudança de rumos quando é escolhido para sua primeira missão real – o Plano de Evacuação de Undina. Ou não.

Entretenimento, esta é a missão principal de um anime que tem como trunfo uma parte técnica caprichada e uma direção que não compromete. Sim, a animação e movimentação dos robôs AHSMB, tarefa executada pelo estúdio orange [contratado especialmente para isto], é polida e caprichada para um TV anime – o suficiente para este valer o ingresso somente pelas bem-executadas batalhas, ponto alto e claramente destacado até aqui, fator que deve se manter constantemente divertido ao longo dos episódios.

ginga_kikoutai_majestic_prince_03

Já a animação dos personagens, de responsabilidade do estúdio Dogakobo, é tecnicamente mediana e vítima do sempre horrendo design de personagens de Hisashi Hirai [conhecido por seu infame estilo Hirai-face]; assim, o resultado final é inexpressivo neste aspecto além do fato de obviamente soar datado já na estreia.

A direção de Keitaro Motonaga [Getbackers, Jormungand] é boa e faz o roteiro passar rápido, o problema é este até aqui não ter nada de especial; pior, preocupa pelo fato de aparentemente termos algo que funciona como comédia, mas que no fundo não é abertamente do gênero. Neste Primeiro Episódio temos piadas leves e que esboçam um sorriso espalhadas por um texto que em nenhum momento esboça algo mais sério, que mantém o clima pra cima a todo o momento – e é isto que dá certa liga a equipe, a um grupo de personagens de personalidades absolutamente na forma que realmente parecem ser amigos.

ginga_kikoutai_majestic_prince_96

O duro é que praticamente toda linha de diálogo soa batida, feita mil vezes anteriormente sem que qualquer diferencial fique a vista do espectador; o anime se contenta em ser mais do mesmo e espera ser divertido o suficiente para fazer o espectador apostar em uma nova encarnação de um gênero em falta, em um anime que satisfaça a sempre existente demanda do conhecido, do arroz-com-feijão.

E isto pode não ser o suficiente nem mesmo para o público-alvo, quem dirá para a média de quem costuma assistir alguns animes e simplesmente está procurando algo a mais para se divertir. Claro que teremos 2-cour para provar o contrário – e as sinopses presentes indicam que podemos estar no início de um longo arco de amadurecimento deste time – mas até aqui Majestic Prince vale a Regra dos Três Episódios somente para fãs do gênero mecha e apreciadores de assistir vinte ou mais animes por temporada em geral.

Quer uma segunda opinião a respeito? Confira no post feito pelo XIL, que provavelmente irá acompanhar semanalmente Majestic Prince.

ginga_kikoutai_majestic_prince_99

O Argama é um blog que tem no nome a paixão pelos mecha; assim, irá cobrir todos os lançamentos do gênero em sua seção Primeiro Episódio; já tivemos há muito tempo o review do Primeiro Episódio de Uchuu Senkan Yamato 2199 e Suisei no Gargantia; aguardem também nossa opinião sobre Kakumeiki Valvrave. Em breve…

Primeiro Episódio: Suisei no Gargantia Team Rabbit, mas pode chamar […]