Editorial #05: Genkidama

Editorial #04: Quinhentos Episódios de Naruto

le_genkidama

O resumo perfeito de Dragon Ball: simples e efetivo.

Para uma geração acostumada com HUNTERxHUNTER e One Piece e seus mundos gigantes, conspirações em camadas e poderes que precisam ser balanceados, olhar para trás e lembrar de como tudo começou em Dragon Ball sempre é uma boa pedida. E Dragon Ball pode ser analisado como um fio sempre e surpreendentemente contínuo, com a dose certa de surpresas e avanços a cada página, capítulo, volume sempre expandido o louco mas simples universo criado por Akira Toriyama.

E depois deste brincar um pouco, sobretudo nos dois primeiros torneios de artes marciais [Tenkaichi Budoukai], com socos, chutes, artes marciais e poderes criativos, pouco a pouco as lutas passaram a ser decididas pelo critério de quem conseguia gerar através da força vital [ki] a maior bola de energia. E a maior de todas é justamente a que dá nome a este artigo.

A Genkidama, esfera de boas energias no literal japonês e traduzida na versão norte-americana do anime para bomba de espírito [Spirit Bomb], é uma técnica de arte marcial que permite ao usuário, que deve ter o coração puro, pegar energia emprestada de seres vivos [no caso de seres humanos, recomenda-se levantar as mãos para o céu para ajudar no processo] – e mesmo de objetos inanimados – e concentrá-la em uma poderosa bola de energia. No manga, é ensinada a Goku pelo Senhor Kaiô [do Norte, Kita no Kai-oh no original] e utilizada três vezes: nas lutas contra Vegeta, Freeza e Kid Boo.

goku_o_cara

Um golpe final letal e que pelo fato de exigir um longo tempo exigido para seu preparo cria a tensão necessária para um bom clímax; mesmo assim, Toriyama, mestre em jogar contra as expectativas, faz que somente no arco final da série esta atinja seu objetivo em uma das melhores cenas do anime. Abaixo.

A Dragon Ball Wikia nem a Wikipedia contam que a Genkidama é lembrada por muitos não só por ser o ataque mais forte presente na série, mas também por fazer diversas vezes crianças do redor do mundo levantarem as mãos e emprestarem sua energia para ajudar seu heroi a vencer as forças do mal. Um belo feito, e são poucos os desenhos – japoneses ou não – que conseguem imersão a esse ponto. Akira Toriyama – e sim, a Toei Animation e todos os envolvidos no anime – valem a nostalgia.

E toda essa volta foi feita para comemorar os dois milhões de pageviews atingidos pelo Portal Genkidama, no qual este blog está inserido desde 26 de Agosto de 2012. Sim, há exatos sete meses o Argama é uma célula a mais a compor a força da cultura otaku – claro, sem deixar de ser o blog que você aprendeu a gostar, sem deixar de sempre ser ao mesmo tempo firme em suas posições e dinâmico para poder sempre estar junto com o leitor na linha de frente da cultura pop japonesa.

Para finalizar este post em um bom tom, fiquem com a Genkidama do Amor – que vejam só, tem mais de cem mil acessos:

P.S. para os fortes: Genkidama é um trocadalho do carilho com a palavra japonesa Denki gama, que significa… panela elétrica [basta verificar o site oficial da Denki Gama no Brasil]. Sim, mais uma piadinha com comida.

Dicas de leitura:
O Mito dos Dois “Dragon Ball”, aqui mesmo no Argama
Curiosidades Level Master [é muita curiosidade!], no Xil

Editorial #04: Quinhentos Episódios de Naruto O resumo perfeito de […]

One thought on “Editorial #05: Genkidama”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *