Tag Archives: Kuragehime

Mawaru Penguindrum: Uma positiva surpresa!

E voltando com as “primeiras impressões” da temporada, temos Mawaru Penguindrum. Para começar, eu não sabia nada sobre esse anime. Não me lembro de ter lido a sinopse dele e muito menos ver a ficha técnica. Só depois de ter assistido ao primeiro episódio que descobri que Kunihiko Ikuhara era o diretor. Se o nome não é familiar para vocês, basta citar que Sailor Moon e Utena foram obras desse cara aí. O estúdio responsável é o Brains Base, que ano passado produziu o anime de Kuragehime (vencedor do premio de maior surpresa, melhor personagem feminino e melhor anime de 2010 no Anikenkai Awards).

Três irmãos vivem juntos em uma casa: Os dois gêmeos Shouma e Kanba e a irmã mais nova Himari. Himari está com sérios problemas de saúde e os médicos não tem muita esperança no quanto ela ainda pode viver. Numa visita a um aquário, Himari desmaia e no hospital é dada como morta. Porém, a vida da menina é salva milagrosamente por um “deus” que fica num chapéu em forma de pinguim. Em troca os irmãos tem que achar um item mágico conhecido como “Penguin Drum” e para ajudá-los foram enviados três pinguins que só eles podem ver.

Sim… é estranho, não? Porém, foi esse surrealismo todo da coisa que me chamou a atenção. Como eu não sabia nada da história, fiquei meio decepcionado achando que seria só mais um drama de “menina perto da morte e os irmãos tentam transformar os últimos dias dela nos melhores possíveis”. Porém, com a teórica morte da menina esse padrão começou a mudar. Afinal, qual seria a lógica de matarem a menina no primeiro episódio? Quando ela reviveu então é que a coisa realmente me interessou. Pelo visto não seria nada parecido com o que eu tinha previsto.

E de fato não foi. Muito pelo contrário. Ao final do episódio é que ficamos sabendo qual, de fato, será a ideia por trás do anime. Ele irá se desenvolver a partir da missão dada aos irmãos de encontrar a “Penguim Drum”. Ao invés de ser mais um slice-of-life será algo como uma aventura. Isso me agrada. O diretor é competente, coisa boa deve vir daí.

Outra coisa que é extremamente competente nesse anime é a parte técnica. A animação é incrivelmente bem feita. A parte no “mundo surreal” ficou muito bonita. Os cenários estão muito bem desenhados e há muita cor em tudo. Potencialmente o anime mais bem animado da temporada.

Não há duvidas quanto à competência do diretor e do estúdio, porém agora é ver como a história irá se desenvolver. Fico com medo de ter deixado as coisas um pouco confusas nesse post, mas recomendo a todos que assistam. Não garanto que vão gostar, mas é um anime diferente que vale uma chance.

E voltando com as “primeiras impressões” da temporada, temos Mawaru […]

Slice of Life: "Mas nesse anime não acontece nada…"

Você provavelmente já ouviu ou leu a frase acima. Se você for fã de animes no estilo slice of life então é quase certeza. Essa é uma crítica bem comum ao gênero e vem me chamando a atenção recentemente.

Slice of Life, que em português significa “Pedaço/Fatia/Porção de Vida”, é um gênero bem comum na animação japonesa que se caracteriza por estórias baseadas na realidade, com personagens mais verossímeis, geralmente no tempo presente e que normalmente exploram situações do dia-a-dia. Exemplos de animes e mangás slice of life são Genshiken, K-ON, Bakuman, Kuragehime e Kimagure Orange Road.

O me atrai nesse gênero é o potencial de explorar o desenvolvimento de personagens, característica que eu aprecio muito em um anime, série, filme, o que seja. O que se entende como desenvolvimento de personagem é o autor conseguir, durante a história, fazer o leitor/espectador conhecer e acompanhar a evolução emocional, intelectual, etc, do mesmo. Isso cria uma aproximação do espectador com a história e um envolvimento maior com ela.

Porém, venho ouvindo constantemente a afirmação do título: “Mas nesse anime não acontece nada…”. Comecei a me intrigar com ela quando comentava K-ON no fórum Multiverso [email protected] e essa crítica continuou agora quando comento Bakuman. Foi então que eu decidi realmente levar isso em consideração e ver se essa crítica é válida, se realmente não acontece nada nesse tipo de anime e eu que estou errado.

A conclusão em que cheguei foi bem simples. Tudo depende de sua expectativa para com o anime.

Se você assiste o anime para acompanhar a vida do personagem, de ver seus problemas, suas soluções, suas qualidades, seus defeitos, você não vai se decepcionar (se o autor for bom). Se o personagem decide fazer uma ação que irá afastá-lo momentaneamente de seu melhor amigo ou se outro desistiu de participar daquele show importante porque encontrou no backstage uma antiga inimiga do passado, significa que aconteceu alguma coisa para esse espectador. Ele ficou intrigado e curioso para saber como vai ser o futuro do personagem a partir daquilo. Mas nem todos pensam dessa maneira.

É bem comum, mais do que eu imaginava, pessoas que acham que animes tem que ter um ritmo frenético. Em que cenas épicas e que mudam o universo tem que acontecer a todo o episódio. Caso um anime “falhe” nesse quesito, já é considerado lento e potencialmente chato.

O que leva uma pessoa a pensar assim? Por que um anime não pode ter um episódio dedicado ao desenvolvimento de um de seus personagens sem que isso altere a vida de todos os outros personagens ou seja de extrema importância para o plot central? E eu não posso dizer que cheguei a uma resposta certa quanto a isso, mas uma teoria que chego a considerar bastante é a de que isso é culpa da própria indústria.

Os animes tem diminuído sua “longevidade”. Animes com mais de 13-14 episódios são exceção. Em um anime curto, ter um episódio em que pouca coisa acontece significa que o anime não irá chegar ao seu final, terá um “final aberto”, está “perdendo tempo com coisas irrelevantes para o plot central”. Ou seja, a indústria deu base a ideia de que a história é prioridade frente a bons personagens e não que os dois andam juntos, como deveria ser.

Esse assunto tem me deixado curioso. Vocês acham a mesma coisa? Que é necessário ter um desenvolvimento explícito do plot central ou o episódio é considerado “sem graça”? Gostaria de ouvir a opinião dos leitores. Não deixem de comentar.

Você provavelmente já ouviu ou leu a frase acima. Se […]

1º Anikenkai Awards – Os melhores dos animes de 2010

Rufem os tambores porque está começando o 1º Anikenkai Awards! O prêmio mais importante do mundo dos animes (para mim e para minha mãe)! rs.

Deixando a brincadeira de lado, estou muito feliz de trazer a vocês a minha singela opinião sobre o melhor que 2010 pôde nos oferecer no quesito animes e mangás. É costume meu eleger a cada novo ano o que eu mais gostei no ano que passou. E agora, nada melhor do que trazer o resultado para o Anikenkai, não é mesmo?

Lembrando que os vencedores foram escolhidos segundo a minha opinião. Sintam-se livres para concordar ou discordar, os comentários estão livres pra todos. Como eu sei que muitos de vocês só vão passar o olho, já aviso que a categoria “Melhor Anime de 2010” será a última.

Melhor Cenário

Eu adoro cenários. Um anime sem cenários bonitos já começa com um -1 para mim. Nessa categoria só entram séries, nada de filmes. Seria injusto colocar filmes no meio pois normalmente tem mais tempo e dinheiro para desenvolver bons cenários. Sendo assim, o prêmio desse ano vai para…

O trabalho que a produção teve com o aspecto visual do anime ficou excelente e os cenários estavam muito bem feitos. Apesar da locação ser uma escola, eles conseguiram deixar tudo aquilo incrível e marcado na cabeça de quem viu. Ou vocês não se lembram dos shows no grande ginásio? Mereceu.

Anime Mais Divertido

Uma das coisas que eu almejo quando vou assistir um anime é diversão. Mas ser realmente divertido não é para todos. Fiquei um bom tempo pensando nessa categoria, mas o vencedor ficou claro logo quando pensei direito. E ele é…

Esse anime pegou a todos de surpresa na temporada de Inverno, logo no início de 2010, garantindo boas risadas. Merece o post de anime mais divertido do ano e que venha a segunda temporada!

Maior Surpresa

Quando aparecem as tabelas com os animes da próxima temporada, sempre existem aqueles que você não dá muita bola, que não te chamou tanta a atenção, mas que acaba assistindo ao primeiro episódio pra ver como que é. O bom é quando esses animes se mostram excelentes, sendo verdadeiras surpresas. E a maior surpresa desse ano foi…

Kuragehime não tinha me atraído pela sinopse, mas como era do Noitamina, bloco que trouxe animes que me agradaram bastante como Eden of the East, Tokyo Magnitude 8.0 e Nodame Cantabile, acabei conferindo. Ele se tornou, simplesmente, o anime que mais gostei na temporada de Outono. Divertido, emocionante, com excelentes personagens. Ao final, deixou um belo gostinho de quero mais.

Melhor Personagem Masculino

Entrando nas categorias individuais agora, temos o Melhor Personagem Masculino de 2010 que foi…

Um técnico bem diferente do normal, protagonizou o anime que mostrou que animes de esporte ainda tem salvação. Takeshi Tatsumi merece o posto de Melhor Personagem Masculino de 2010.

Melhor Personagem Feminino

O que seriam os animes sem as personagens femininas, não é? O posto de Melhor Personagem Feminino vai para…

A otakinha protagonista de Kuragehime ganhou meu coração. Extremamente bem construída e apaixonada por águas-vivas, Tsukimi merece o posto de melhor personagem feminina de 2010.

Decepção do Ano

Categoria importantíssima. Todo ano temos animes que prometiam muito, ou que começaram muito bem, mas que se provam verdadeiras bombas. Em 2010, o posto de decepção do ano vai para…

O anime de nome gigante que todos decidimos chamar singelamente de Oreimo acabou sendo a maior decepção de 2010 para mim. Um anime que começou muito bem, com uma proposta interessante e que poderia render bastante, principalmente no núcleo otaku, acabou caindo MUITO de qualidade, gerou um rebuliço na blogsfera brasileira e mundial e terminou somente como um anime mediano. Mesmo tendo garantido uma segunda temporada, Oreimo é a decepção de 2010.

Melhor Filme do Ano

Categoria extremamente difícil de decidir. Tivemos excelentes filmes em 2010. Mas só pode haver um vencedor e ele é…

Com um ótimo roteiro, excelente animação, belíssimos cenários e uma mensagem atemporal, Summer Wars bateu adversários como Evangelion 2.22 e O Desaparecimento de Haruhi Suzumiya pelo posto de melhor filme de 2010. Ele merece e eu sem dúvida estarei torcendo para ele estar no Oscar e, quem sabe, por mais difícil que isso possa parecer, vencer…

Melhor Anime do Ano

E cá estamos… Melhor Anime de 2010. Uma categoria difícil, sem dúvida. Assisti muitos animes em 2010. Alguns bons, outros muito bons e outros EXCELENTES. E foram desses EXCELENTES que saiu o anime considerado por mim o melhor de 2010. E ele é…

Não sei se foi por ter me pego de surpresa, por ainda estar recente na minha memória, por ter a melhor personagem feminina do ano, por ter uma história que me agradou bastante, um final condizente com tudo o que foi construído… pelo que quer que seja, eu não tive alternativa a não ser dizer que Kuragehime foi o anime mais completo para mim em 2010. Me divertiu, me emocionou e foi extremamente bem feito. Porém, eu faço questão também de postar a lista dos outros animes considerados EXCELENTES por mim em 2010, mas que não venceram pois, como eu disse anteriormente, só pode haver um vencedor. São eles, sem estarem em ordem de preferência:

– Bakuman
– K-ON!!
– Giant Killing
– Angel Beats
– Baka to Test

Até o ano que vem, com o próximo Anikenkai Awards. Que 2011 nos traga animes excelentes, e que sejam ainda melhores que os de 2010!

Ah, esperem… não posso esquecer da categoria especial:

MELHOR NOTÍCIA DO ANO

Se o anúncio de que Genshiken voltaria a ser publicado foi a melhor notícia da década pra mim, é óbvio que também seria a do ano que passou. Foi a notícia que mais me empolgou. Eu não consegui conter o sorriso, a alegria. Quem me via no dia achava que algo muito bom havia acontecido e, de fato, aconteceu! Genshiken Nidaime tá aí e eu não vejo a hora de sair um volume encadernado para eu comprar.

Rufem os tambores porque está começando o 1º Anikenkai Awards! […]