A Origem do Miojo, um épico samurai

O Japão acaba de perder a Guerra, sua população devastada e com fome. Longas filas nas barraquinhas improvisadas para servir sopa de macarrão para o povo necessitado. Eis que um homem, Momofuku Ando, cria uma técnica revolucionária para desidratar o macarrão e re-hidratá-lo apenas com um pouco de água quente, tornando mais rápida e acessível a levada de alimento a todo o Japão e, posteriormente, ao mundo. Essa é realmente a história da criação do miojo, aka macarrão instantâneo, um alimento consumido até hoje por milhões ao redor do mundo. A Nissin, empresa criada por Ando, decidiu homenagear seu fundador e essa história com um vídeo a contando como um épico samurai noir com uma trilha de rap japonês (legendas em inglês disponíveis).

O miojo é considerado uma das maiores invenções do Japão. Até hoje o produto é amplamente consumido, possuí inúmeras variedades, é exportado para todo canto do universo e tem até DOIS museus dedicados inteiramente a ele. Toda a dedicação de Momofuku Ando em criar o miojo foi interpretado como paralelo ao espírito samurai, originando assim o vídeo acima.

Em 1958, após muita tentativa e erro, após muito sangue e suor, Ando tem um momento de epifania ao ver sua esposa fritando tempura. Ele criou assim a MASTER-BLASTER técnica do SHUKAN YU NETSU KANSO HO (“fritura rápida de macarrão”) que facilitou sua armazenagem (eles passaram a durar mais tempo que os macarrões congelados, e sem precisar do congelador), distribuição e, consequentemente, diminuiu o custo do produto, ajudando a combater a fome que assolava parte da população japonesa no pós-Guerra. Estava criado o lendário “SAMURAI NOODLES”.

O que chama mais atenção, no entanto, é a maneira como o vídeo foi feito. Totalmente em preto e branco, traz uma animação bastante fluida e com fortes tons de preto, dando um clima bastante melancólico e noir para aquele universo. Até que Ando, “THE ORIGINATOR” como é chamado no vídeo, cria o miojo e o expõe ao mundo do topo de uma montanha em uma cena digna de um épico samurai. A mistura de animação 3D e 2D também funcionou muito bem, possibilitando montagens e ângulos que seriam difíceis de se conseguir apenas com animação tradicional.

Eu estou achando bem bacana que comerciais como esses, com essa qualidade de animação, tem chegado até nós de uma maneira ou de outra. Como não lembrar do comercial do McDonald’s que saiu há uns meses atrás? Que venham mais! O que vocês acharam do “SAMURAI NOODLES”? Deixem aí nos comentários!

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

O Japão acaba de perder a Guerra, sua população devastada […]