BEDA #05 – Estou cursando uma matéria sobre CULTURA POP na faculdade!

A cultura pop, no geral, é deixada um tanto quanto de lado nos meios acadêmicos, onde acaba-se dando lugar a obras consideradas mais “eruditas” e “renomadas”. Principalmente na Faculdade de Letras, que é onde eu atualmente estudo. Porém, felizmente, ao pouco essa mentalidade vem mudando e é com muito prazer que venho dizer para vocês que esse semestre, lá na UFRJ, estamos tendo, pela primeira vez, uma cadeira optativa inteiramente dedicada ao estudo da cultura pop.

Sim, é exatamente isso que vocês leram, teremos uma matéria, oficial, de faculdade, onde falaremos de muitas das nerdices que curtimos e consumimos. A ideia, ao final do curso, é formar um grupo de estudos na Letras voltado ao estudo da cultura pop em suas várias ramificações (com um foco maior, obviamente, no viés narrativo da coisa, já que estamos em uma faculdade de Letras). O curso, em si, servirá como introdução teórica para quem está interessado em fazer pesquisa nessa área pois, embora haja alunos interessados em pesquisar esse tipo de coisa, as pessoas que acabam orientando não sabem muito bem como fazê-lo e os próprios alunos acabam encarando aquilo como um texto de fã e pecam um pouco na parte acadêmica da coisa.

Quando soube que eles abririam essa matéria, fiz questão de me inscrever e não me arrependi. Hoje tivemos a primeira aula e, como era esperado, uma fina seleção de nerds da faculdade estava presente, incluindo as duas professoras que ministrarão o curso. Por sinal, a fim de criatividade, é tão difícil de se inserir “cultura pop” em meio acadêmico que foi preciso professoras do departamento de Literatura Portuguesa (!) criarem um curso supostamente de Literatura Portuguesa onde, na verdade, falaremos de Cultura Pop mundial pois nos outros departamentos o assunto não se encaixava ou iria ter que passar por muita burocracia para existir.

faculdade_cultura_pop_01

Segue a emenda do curso:

Cultura pop: arte, consumo e entrelaçamento de saberes. O presente curso se propõe a analisar manifestações multimidiáticas do fenômeno conhecido como cultura pop. A partir da análise de filmes, quadrinhos, desenhos anomados e certos gêneros literários como fantasia e ficção científica, pretendemos investigar a recorrência de certos topoi fundadores de uma nova mitologia contemporânea.

Nessa base, as principais leituras teóricas serão justamente em estudos mitológicos, como a conhecida obra O Herói de Mil Faces, de Joseph Campbell (de onde saiu a famosa “jornada do herói” que muitos mencionam por aí) para desdobrar essa ideia da cultura pop enquanto formadora de mitologias modernas e também o conceito de indústria cultural / indústria do entretenimento, com base em alguns ensaios de Umberto Eco.

Não, não vai ser que nem um painel na CCXP, a coisa vai ser um pouco mais hardcore e com discussões teóricas pesadas, mas, sendo sincero, eu fico muito feliz por isso! Um dos primeiros trabalhos que eu fiz na faculdade foi um breve artigo onde faço uma revisão da literatura, majoritariamente de língua portuguesa, sobre a história dos mangás. Quando o escrevi, tive pouca orientação e pouca oportunidade de divulgá-lo em meio acadêmico. É bem legal poder ver esse assunto ganhando cada vez mais espaço e ver que existe sim gente interessada em trabalhar com ele tanto do lado dos alunos como do lado dos professores.

E na faculdade de vocês? Já tiveram alguma experiência parecida, já participaram de algum grupo de estudos do tipo, querem muito participar, etc? Compartilhem suas histórias aí nos comentários!


 

Às professoras Luciana Salles e Gabriela Ventura, um muito obrigado por insistirem na ideia de que é válido e importante estudar cultura POP na Faculdade de Letras da UFRJ. Como sei que é possível de alguma de vocês encontrar esse texto, quero que saibam que estou torcendo desde já pelo sucesso do curso e do futuro grupo de estudos que virá a se formar.

Sobre Diogo Prado

Tradutor, podcaster, jornalista, amante de cinema, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

A cultura pop, no geral, é deixada um tanto quanto […]