BEDA #02 – Comentando ‘Brotherhood: Final Fantasy XV’ – Epi. 1

Não tivemos nem muito tempo pra respirar depois dos anúncios, trailers, etc, do evento promocional de Final Fantasy XV e o primeiro episódio de Brotherhood: Final Fantasy XV já estava online gratuitamente para todo o mundo assistir!


Esse primeiro episódio, Before the Storm (Antes da Tempestade, em tradução livre), começa com um flashback onde vemos um monstro quase matando o príncipe Noctis do Reino de Lucis até que seu pai (ou aparentemente era seu pai) venha salvá-lo. Corte para alguns anos no futuro e vemos um Noctis mais velho em uma viagem de carro com três amigos, Ignis, Gladio e Prompto. Ao que parece, eles estão levando o príncipe para encontrar com sua futura noiva, Luna. Porém, logo descobrimos que eles estão sendo perseguidos pelo Império, que recentemente invadiu a Cidade da Coroa em Lucis, supostamente mataram toda família real e tomaram o poder do Reino. Noctis sendo o último herdeiro vivo precisa dar um jeito de se manter vivo e retomar seu reino.

brotherhood_final_fantasy_XV_08

Embora o plot pareça insinuar uma temática medieval, temos na verdade um mundo bastante futurista onde magia e tecnologia se misturam no melhor estilo Final Fantasy de ser. Um pegada parecida com o que vimos nos jogos Final Fantasy VIII e X. Eu já vinha gostando bastante da ambientação do jogo conforme indicavam os trailers e imagens de divulgação, então com o anime não foi diferente. Isso inclui o visual dos personagens, dos robôs que eles enfrentam e por aí vai.

A animação, por outro lado, poderia ter sido melhor, mas, considerando ser um produto gratuito e com orçamento um tanto mais limitado, até que ficou bem bacana no geral. Principalmente na parte da luta que, além de ter sido bem legal por si só, mostrou vários elementos de combate que veremos no jogo de uma maneira um pouco mais dramática e impactante. O estúdio responsável pelo anime é a A-1 Pictures, que ficou bastante conhecido depois do sucesso de Sword Art Online, mas que já vinha trabalhando em animes de jogos há um tempo com os da série Persona, Valkyria Chronicles e, com o que está pra sair, Phoenix Wright (Ace Attorney).

brotherhood_final_fantasy_XV_04

Com apenas 12 minutos de duração, era de se esperar que não desse para absorver muita coisa dos personagens e/ou do mundo, mas digo que fui surpreendido. Mesmo com o tempo limitado, eles conseguiram fornecer bastante informação sobre os personagens — como o fato do Noctis ter paladar infantil e ser um pouco mimado, ou como o Ignis parece ser tipo o protetor de Noctis, leal à família real, etc — e sobre o mundo também — como toda a história da invasão e do status quo em que ele se encontra. Vindo de uma equipe de produção, até certo ponto, novata, se mostrou bem acima do esperado nesse sentido.

Outro ponto que me chamou bastante a atenção foi a trilha sonora. Não sei se muita gente deu o valor merecido a ela, mas está muito boa! Tivemos apenas um breve exemplo, obviamente, mas se podemos esperar algo desse nível pra cima no jogo, vai ser simplesmente animal! A compositora Yoko Shimomura parece estar fazendo um trabalho a nível de Nobuo Uematsu —  A LENDA — e o pouco que vimos nesse anime me deixou confiante.

brotherhood_final_fantasy_XV_06

Sendo o objetivo final do anime introduzir os personagens e o mundo nos deixando interessados para jogar o jogo que está por vir, acredito que ele tenha cumprido seu papel. Eu realmente fiquei querendo ver o próximo episódio e saber mais sobre o que vai acontecer com esses personagens e com o mundo em que eles estão. Parabéns, Square. Você está no caminho certo. Por sinal, o Kotaku fez um post bem legal comparando o visual do anime com o dos trailers do jogo, vale a pena conferir.

Fiquei, no geral, bastante satisfeito com esse primeiro episódio e com a ideia desse anime no geral. Principalmente pelo fato de que isso mostra como a Square está confiante em seu novo jogo e está colocando bastante paixão na produção do mesmo. Além dessa série animada, que terá um total de 5 episódios, ainda foi confirmado um filme longa metragem em CG, pelo mesmo pessoal que fez o sensacional Final Fantasy VII: Advent Children. Tudo para expandir a experiência do jogo. Esse anime promete ser simples, mas bem eficiente em nos deixar empolgados para o que está por vir!

Brotherhood: Final Fantasy XV pode ser assistido (com áudio em japonês e legenda em inglês) pelo YouTube ou pelo Crunchyroll.


Papo #BEDA

Primeiramente, gostaria de agradecer a todos que deram seu apoio à essa minha iniciativa de fazer um post por dia esse mês aqui no Anikenkai. Segundo, caso você ainda não saiba o que é o BEDA, tenho esse post explicando bem qual a ideia do projeto. Por fim, quero só dizer que os posts de Primeiras Impressões da nova temporada não serão contados como parte do BEDA. Não quero usar ‘cheat’ pra terminar isso aqui! rs.

Ah, nem todo post vai ter esse “Papo #BEDA”, alguns vão ter o Papo integrado no corpo do texto mesmo, etc… como disse, o BEDA é pra ser algo mais informal AND para que vocês possam participar também, então bora pros comentários, pessoal!

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Não tivemos nem muito tempo pra respirar depois dos anúncios, […]