Primeiras Impressões da Temporada de Outono 2015 – Parte 1

A Temporada de Outono 2015 começou com o pé direito com a estreia de Gundam: Iron-Blooded Orphans, mas temos um monte de outras estreias ainda para comentar então vamos a elas. Nesse primeiro post da série de primeiras impressões da temporada vamos falar de One-Punch Man, Lupin III e Heavy Object!


One-Punch Man Direção: Shingo Natsume – Roteiro: Tomohiro Suzuki – Estúdio: Madhouse

One-Punch Man - 01

Apesar de ser um dos que eu mais estava esperando nessa temporada, eu estava bem apreensivo quanto a esse anime. Eu gosto bastante do mangá de One-Punch Man desde que eu o li pela primeira vez. Por isso mesmo, minha apreensão veio da dúvida de se o anime teria algo a acrescentar àquela história. Temia pelo impacto visual do mangá ser perdido e/ou suavizado na adaptação. Temia pela perda do timing cômico. Enfim, temia pela adaptação não fazer jus ao material original.

Felizmente, o que pudemos ver nesse primeiro episódio foi justamente o contrário. Uma série que, não só adaptou bem o material original, como também deu um motivo a mais para que quem já conhecia o mangá assistir o anime: as cenas de luta incrivelmente bem animadas, chegando até a destoar do restante do episódio, dando toda uma dimensão a mais para aqueles momentos. Eu fiquei realmente impressionado ao final do primeiro episódio e louco para ver o como animariam futuras lutas.

Porém, apesar da minha empolgação inicial, acredito que o anime acabou perdendo sim um pouco do timing cômico e do impacto visual do mangá (fora as cenas de luta), mas nada que comprometa bastante. O que mais me deixou preocupado, na verdade, foi o ritmo forte da adaptação. A princípio teremos apenas 12 episódios e nesse primeiro já adaptaram todo o volume 1. Pode ser que esse ritmo acelerado, se bem trabalhado, se mostrar um bom recurso narrativo, principalmente na parte cômica da coisa, mas pode também, facilmente, estragar a adaptação tornando-a corrida demais e, consequentemente, desinteressante.


Lupin III (2015) Direção: Tomonaga Kazuhide & Yano Yuuichirou – Roteiro: Yuuya Takahashi – Estúdio: Telecom Animation Film

Lupin III - 01

Lupin é aquele tipo de personagem que todo fã de anime, se já não conhece, deveria conhecer. Neto do famoso e refinado ladrão francês Arène Lupin, das obras de Maurice Leblanc do início do século XX, Lupin the 3rd apareceu pela primeira vez nas páginas da Shonen Action nos anos 60 e durante os anos 70 e 80 ganhou três séries animadas, sendo a primeira delas o primeiro trabalho de Hayao Miyazaki como diretor. Miyazaki, inclusive, iria posteriormente fazer sua estreia na direção de longas animados com uma história de Lupin, O Castelo de Cagliostro (1979). A franquia teve diversos filmes, CDs, vídeo-games, OVAs, etc no decorrer dos anos, mas nunca mais teve uma nova série animada… tirando um spin-off em 2012… até agora!

E posso dizer que a espera valeu a pena. O primeiro episódio dessa nova série foi divertidíssimo e muito bem feito! O clima um tanto “bobo” que permeia as desventuras de Lupin foi lindamente mantido e em apenas um episódio você já consegue se situar quase que totalmente no ambiente que ronda o personagem, seus coadjuvantes e seu status quo. A decisão de começar a série num suposto casamento foi perfeita para botar todos os personagens juntos em cena e (re)apresentá-los para o espectador. Foi tudo tão bem feito que uma pessoa que nunca tenha visto um único episódio de Lupin consegue facilmente entender o que está acontecendo. Um excelente trabalho de direção. Tudo isso envolto em uma direção de arte invejável e uma trilha sonora recheada de Bossa Nova e Jazz dando um tom agradabilíssimo para o anime (não tem como não vibrar com aquela abertura). Sem dúvida Lupin III (2015) está na minha lista para acompanhar essa temporada.


Heavy Object Direção: Takashi Watanabe – Roteiro: Hiroyuki Yoshino – Estúdio: J.C. Staff

Heavy Object - 01

Fechando esse primeiro post de primeiras impressões está Heavy Object, um anime que não havia me atraído em um primeiro momento e que após ter assistido a esse primeiro episódio tive a confirmação de que meu pré-julgamento estava correto.

O episódio começou com uma sequência exageradamente expositiva sobre as Objects, armamentos MEGA HIPER ULTRA MODERNOSOS que não passam de bolotas gigantes cheias de canhões apontando para todos os lados. Essa longa introdução se seguiu por uma cena que se estendeu quase até a metade do episódio onde vemos dois personagens falando de como eles são inúteis agora que as Guerras são travadas apenas pelos Objects. Vale ressaltar que essa cena foi intercalada com cenas completamente sem propósito da personagem principal, uma piloto de Object, tomando banho… é…

Durante o resto do episódio, vemos mais diálogos expositivos e mais momentos servindo de escada para fanservice. O que não vemos é motivo para nos importarmos com aqueles personagens. A grande e poderosa arma tem um design risível, falta carisma aos personagens principais e a ambientação não nos dá nenhum senso de urgência para fazer a história andar. Enfim, um episódio bem besta para uma série que, provavelmente, também será bem besta.

Felizmente, posso dizer que visualmente o anime está muito bonito. Cenários muito bem trabalhados e uma animação bem honesta, até quando faz uso de CG. Infelizmente não pudemos ver nenhuma cena de ação já que o episódio termina quando parece que algo, finalmente, vai acontecer deixando um gancho bem do anticlimático para o próximo episódio. Enfim, acredito ser uma série bem passável. Pelo bem de quem vai continuar assistindo, espero estar errado.


Como já é tradição desse tipo de post, quero saber o que vocês acharam das estreias acima! Vão acompanhar alguma delas? Concordam comigo? Discordam? Deixem suas opiniões na seção de comentários logo ali embaixo!

Confira o Guia Completo da Temporada de Outono 2015 no Gyabbo para uma lista de todas as estreias!

Confira também as Primeiras Impressões dos outros animes dessa temporada de Outono 2015:

Gundam: Iron-Blooded Orphans

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

A Temporada de Outono 2015 começou com o pé direito […]