Primeiras Impressões da Temporada de Verão 2015 – Parte 2

Hora de falarmos de mais uma leva de animes que estreou nessa temporada de Verão 2015. Vamos à Parte 2 das minhas Primeiras Impressões! Não deixem de participar também com seus comentários sobre os animes aqui mencionados!


GATEDiretor: Takahiko Kyogou – Roteirista: Tatsuhiko Urahata – Estúdio: A-1 Pictures

Gate - 01

Gate estava bem animado e teve um primeiro episódio até bem redondo, apresentando os personagens, a situação e para onde pretende rumar. Porém, ainda assim, não me deu aquela vontade de continuar acompanhando. Faltou o pulo do gato, aquele elemento que faz você querer saber o que vem a seguir. Me pareceu que não vai muito além do que eu já vi nesse episódio. Sem contar que, na minha humilde opinião, essa série parece estar se levando a sério demais. Talvez seguir numa direção mais cômica tivesse sido uma decisão mais sábia.

Enfim, recomendo que assistam e tirem suas próprias conclusões porque ruim o anime não é… só faltou me atrair mais.


CharlotteDiretor: Yoshiyuki Asai – Roteirista: Jun Maeda – Estúdio: P. A. Works

Charlotte - 01

Uma embalagem sem graça para um conceito bem legal. Charlotte decidiu começar, nesse primeiro episódio, apresentando um personagem com o qual eu não consegui me interessar de maneira nenhuma. Eu nem gostei nem desgostei dele. Simplesmente passei o episódio inteiro indiferente ao que estava acontecendo. A animação e o design de personagens também estavam bem medianos, o que colaborou pelo desinteresse. Consegui chegar até o final do episódio graças ao conceito de poderes incompletos que foi apresentado e, acredito, será o grande charme da série. Seja o controle psíquico por apenas 5 minutos, a invisibilidade só para uma pessoa ou o teletransporte sem destino específico. Eles são sempre capengas e sempre engraçados. Arrisco dizer que é o único motivo pelo qual eu me veria continuando a assistir a Charlotte. De repente o roteirista, Jun Maeda, precisasse de um diretor um pouco mais experiente do que Yoshiyuki Asai para trabalhar melhor seu conceito inicial.


Classroom CrisisDiretor: Kenji Nagasaki – Roteirista: Fumiaki Maruto  – Estúdio: Lay-duce

Classroom Crisis - 01

Como eu estava querendo gostar desse anime. O diretor de Gundam Build Fighters assina esse projeto e como eu gostei de GBF. Porém, ele me decepcionou. Para mim, o ponto mais baixo desse primeiro episódio foi a direção.

O ritmo do episódio ia bem, os personagens estavam sendo mostrados pouco a pouco e nós estávamos aprendendo como aquele universo funcionava… até que chegou o momento do clímax, a galera da produção viu que o tempo do episódio tava acabando e falou pra acelerarem tudo e sair cortando partes. Pelo menos é assim que me pareceu aquele final. Jogou fora o build up e entregou um clímax corrido e até um tanto sem nexo.

Esse problema poderia ser salvo pelo plot, pela expectativa do que está por vir… mas não. Não empolguei com o final do episódio e com o “plot twist”, que já estava mais do que claro desde o meio do episódio. Enfim, não animou. Queria muito gostar, mas não gostei. Uma pena.


Wakako-zake – Diretor: Minoru Yamaoka – Estúdio: office DCI

Wakako-zake - 01

Para fechar o dia de animes eu decidi terminar com Wakako-zake. Se vocês não reconhecem, não tem problema. Ele estava lá perdido entre as estreis da temporada e eu achei interessante. Com apenas 2 minutos de duração por episódio não há muito o que falar sobre ele, muito menos sobre esse primeiro episódio. Porém, foi divertido, diferente e completamente despretensioso. Ótimo para assistir entre um anime e outro, sem muito compromisso. Acredito que será engraçado conferir as desventuras da protagonista comendo e bebendo nos restaurantes da região onde ela trabalha.


Confira o Guia Completo da Temporada de Verão 2015 no Gyabbo para uma lista de todas as estreias!

Confira também as Primeiras Impressões dos outros animes dessa temporada de Verão 2015:

Parte 1
Parte 3
Dragon Ball Super
God Eater

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Hora de falarmos de mais uma leva de animes que […]