Space Dandy – Primeiras Impressões

Para as primeiras impressões em vídeo, clique aqui.

———————————————————————-

Não tem como escrever sobre outro anime agora antes de escrever sobre Space Dandy. O novo anime do talentoso Shinichiro Watanabe (Cowboy Bebop) estrou no mundo todo (graças às maravilhas do streaming) trazendo consigo muito hype. Será que esse primeiro episódio conseguiu ficar a par da expectativa?

Dandy pode ser definido como um fanfarrão espacial. Sua “profissão oficial” é ser um caçador de alienígenas, mas sua grande missão pessoal é conseguir visitar todas as franquias do restaurante Boobies. um restaurante onde as atendentes são todas bem dotadas de busto, independente da raça, espalhadas por toda a galáxia. Para isso, ele conta com a ajuda de QT, um robozinho que parece um aspirador de pó e que está com o software desatualizado, assim como muitas outras coisas em sua nave. O anime, pelo visto, acompanhará o dia a dia excêntrico de Dandy nessas suas jornadas.

spacedandy_001

Para começar falando desse anime é preciso destacar sua qualidade técnica.

A animação está estupenda, melhor que muito filme por aí e certamente num nível acima das séries padrão para a TV. Claro que estamos falando apenas do primeiro episódio, que normalmente recebe um tratamento melhor, mas ainda assim é algo de se impressionar. Aliada a ela está a direção de arte trazendo designs sensacionais para personagens, alienígenas, lugares, naves, etc. Tudo muito vivo e colorido deixando o clima lúdico o suficiente para podermos apreciar todo o lado de ação e comédia da série, que é o seu forte.

Por sinal, as cenas de ação estão incrivelmente bem feitas com o estúdio BONES fazendo pouquíssimo uso de CG, algo que já é tradição do estúdio. Tudo embalado por uma trilha sonora que dá o tom perfeito para o anime brilhar, o que já era esperado tendo Shinichiro Watanabe como diretor.

spacedandy_002

Mas não é só Watanabe que faz esse anime brilhar. Como co-autores do script estão Dai Sato e Keiko Nobumoto, dois talentosíssimos escritores que trabalharam juntos em Cowboy Bebop,  Wolf’s Rain e agora voltam a brilhar com Space Dandy. Os diálogos estavam muito bem colocados e o timming e o ritmo da comédia estavam no ponto. Destaque aqui para o narrador que a todo momento quebra a 4ª parede e conversa com o espectador após diversas falhas em contar a história direito.

No que tange a referências nós temos várias, desde a clichês clássicos de animes espaciais dos anos 70-80 até Jornada nas Estrelas, mas eu diria que toda a ambientação tá com muita cara de Guia do Mochileiro das Galáxias. Fãs da obra de Douglas Adams se sentirão em casa em Space Dandy. Fica claro através do roteiro que eles não estão tentando agradar apenas ao público otaku tradicional de animes, eles querem uma audiência maior. O lançamento simultâneo na televisão americana com direito ao anime dublado (e muito bem dublado, por sinal) só reforça mais essa ideia.

spacedandy_003

Por fim, não dá para deixar de comparar Space Dandy com Kill la Kill, anime que estreou na temporada passada e ainda está sendo exibido no Japão. Ambos tem uma talentosa equipe por trás e por decisão própria decidem fazer um anime com foco principal no entretenimento puro e simples. Você vai ver porrada, comédia e muito fanservice, mas calma, é do fanservice legal que estamos falando aqui.

Se me perguntarem qual teve um melhor primeiro episódio, eu ficaria bem dividido. Enquanto Kill la Kill entrega toda uma estética exploitation que tanto me agrada, Space Dandy vem com essa pegada de space opera da qual também sou fã. Não saberia dizer qual foi melhor. No entanto, vejo em Dandy um potencial maior graças ao seu maior orçamento e os talentos por trás do roteiro. Quero acreditar que aquela guerra espacial entre duas poderosas facções da qual o narrador “esqueceu de nos contar” ainda vai render alguma coisa..

Sem dúvida Space Dandy teve uma ótima estreia que vale a conferida, mas fica o aviso: assim como em Kill la Kill, a falta de uma história maior por trás e a presença de fanservice (ainda que seja daquele legal) e nonsense pode espantar alguns espectadores. Se você curtiu, continue assistindo pois creio que tem tudo para ser sensacional, se não, não precisa se forçar a ver.

Confira nossas sugestões e apostas para a temporada de Inverno 2014!

Confira o Guia Completo da Temporada no Gyabbo!

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Para as primeiras impressões em vídeo, clique aqui. ———————————————————————- Não […]