Vale a pena ver tanto anime?

mal_2

Dia desses eu me peguei pensando sobre a quantidade de anime que as pessoas tem assistido ultimamente. Tem gente que acompanha dezenas de séries ao mesmo tempo a cada temporada. Com serviços como o Crunchyroll disponíveis agora para o Brasil, isso nunca foi mais fácil. Mas até que ponto assistir a tantos animes é realmente proveitoso? Até que ponto a pessoa realmente aproveita o que está assistindo e não apenas o faz para completar mais uma série no MyAnimeList?

Esse pensamento pode vir a minha cabeça porque eu venho de uma época (como se fosse há muito tempo atrás) em que a disponibilidade de animes era limitada. A internet banda larga ajudou muito nesse quesito, mas ainda assim a quantidade de notícias vindas do Japão eram em menor quantidade e os fansubs demoravam um tempo considerável para traduzir as séries. Apenas as mais importantes recebiam uma tradução mais rápida e, ainda assim, era demorado para os padrões atuais. O fato era que se você dedicava mais tempo às poucas séries que você via.

O que me parece é que hoje em dia muitas pessoas, não todos claro, assistem anime meramente por assistir. É como se você fosse obrigado a ver tudo e a saber de tudo que envolve esse meio. Há um tempo atrás, você não se envergonhava em dizer que não assistiu a série X. Pelo contrário, você ficava feliz de saber da existência de tal série e perguntava onde poderia consegui-la. Hoje, parece pecado dizer que não viu alguma série, ainda mais se for a modinha da vez ou algo do tipo.

Pode ser coisa da minha cabeça, mas é como eu acabo vendo o exponencial crescimento que sites como o MyAnimeList um reflexo desse tipo de atitude. Do ver anime para catalogá-lo, não aproveitá-lo. E quero ressaltar que a palavra “aproveitar” aqui está no mesmo sentido do inglês “enjoy, onde subentendesse uma ideia de “gostar”, “curtir”, “se divertir”, etc. Parece que muita gente só quer saber de números, de ver o maior número de séries possível. Para mim, perda de tempo.

Eu gostaria de saber a opinião de vocês nos comentários abaixo, se possível, mas não creio que isso seja uma observação isolada minha. No livro Otaku: Japan’s Database Animals, escrito por Hiroki Azuma, um assunto similar já é discutido, numa esfera mais voltada aos padrões de consumo. Pessoas hoje veem animes da mesma forma que aquele otakus mais hardcore compram qualquer produto relacionado a uma série X mesmo que ele seja completamente inútil.

Não quero dizer, com o que eu disse aqui, que sou contra o acesso fácil a animes ou que acho que hoje temos animes demais sendo produzidos. Para mim, quanto mais anime existir, melhor. No entanto, o que eu observo é a falta de um senso crítico dos espectadores e do fandom no geral quanto ao que assistir e, pior ainda, do porquê assistir. Você está assistindo a uma série porque achou ela de fato interessante ou porque se você não assistir você não vai se sentir um “otaku de verdade”? Longe de mim querer dar uma resposta definitiva a esse tópico, mas sim jogar o assunto para discussão.

Quanto a mim, já fui do tipo de ver para dizer que vi, mas hoje, tenho preferencia por aproveitar poucas séries de uma maneira melhor.

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Dia desses eu me peguei pensando sobre a quantidade de […]