Review Semanal: Genshiken Nidaime – Ep. 01

genshiken_nid_01_001

E Genshiken Nidaime está entre nós! Como eu havia prometido, dou início à coluna “Review Semanal” onde irei fazer comentários episódio a episódio. O que eu busco com isso é criar um canal onde as pessoas poderão ler meus comentários e comentar em cima deles. A única coisa que peço a todos é que não deem spoilers do que vai acontecer futuramente, caso já tenham lido o mangá. Não vamos estragar a diversão de quem está assistindo pela primeira vez, não é? Essa série de posts servirá como um incremento à experiência de se assistir ao anime! Espero que vocês gostem e que me acompanhem nessa jornada de 13 semanas ao lado desses personagens!

Porém, fiquem atentos, como esse anime é baseado na segunda fase do mangá, certos eventos que aconteceram na primeira fase serão comentados e podem acabar sendo spoilers para quem ainda não leu o mangá e/ou só viu as primeiras duas temporadas do anime.

Sem mais delongas, é hora de falar sobre esse primeiro episódio!

genshiken_nid_01_002

Vamos começar falando um pouco sobre os eventos que aconteceram entre a última temporada do anime (que terminou em 2007), Sasahara estava entrando em seu último ano de faculdade e a busca por um emprego na área em que ele queria (editor de mangás) parecia mais e mais distante. Ao mesmo tempo, Ogiue consegue superar seus medos e frustrações do passado e termina seu primeiro doujinshi, com a ajuda de Sasahara, a ser vendido na Comiket.

Enquanto ela consegue vender todas as cópias que imprimiu, ele só recebe não atrás de não em suas entrevistas de emprego. Para piorar a situação, Sue acaba mostrando o doujinshi de Ogiue para Sasahara, o que a faz ficar extremamente incomodada. Esse problema junto à um Sasahara cada vez mais frustrado acabam por botar os planos da Ohno de colocar os dois juntos por água a baixo. Porém, depois de muitas palavras de incentivo de seus colegas e especialmente de Ogiue, Sasahara finalmente consegue o emprego que tanto queria e o anime se encerra.

É um final bem bom, mostra toda a jornada de Sasahara desde que entrou no Genshiken, no primeiro capítulo do volume 1 até seu ápice, no final do volume 7, onde se torna um editor. Porém, ainda dois outros volumes foram publicados, pois para Kio Shimoku, autor da série, a história não havia terminado. Faltava Ogiue, faltava Sasahara e Ogiue!

O grupo decide por ir para as montanhas aproveitar as férias e o novo emprego de Sasahara. Lá, Saki e Ohno planejam dar um empurrãozinho para Ogiue e Sasahara voltarem a se falar e o interesse óbvio que os dois sentem um pelo outro aflore. Para isso elas precisam saber o que a torna tão teimosa e fechada.

genshiken_nid_01_005

Durante uma noite em que Ogiue bebe demais, ela conta a história de seu passado quando ainda no ensino fundamental desenhou um doujinshi yaoi sobre o garoto de quem gostava e ele acabou descobrindo graças à traição de suas amigas, que participaram junto mas não assumiram a culpa. Desde então ela se sente culpada por ser otaku e ter estragado a vida de uma pessoa da qual ela gostava tanto.

No dia seguinte, Sasahara fica sozinho com Ogiue no chalé para ajudar na ressaca dela. Os dois acabam conversando e ele acaba se confessando, do mesmo modo que ela expõe seu passado e o fato dela ter feito doujinshis sobre ele e Madarame. Mas mesmo assim, Sasahara não se abala e diz que quer ver os desenhos. Quando eles voltam para a cidade, ele vê os desenhos e Ogiue finalmente se liberta daquele fantasma que a assombrava quando Sasahara compreende que aquilo é o que ela é e mesmo assim ainda gosta dela.

A primeira fase da série termina com o desenvolvimento do interesse de Madarame em Kasukabe, que namora Kousaka. Depois de um capítulo dedicado a mostrar que apesar dele gostar dela, eles estavam muito distantes e ela estava muito feliz namorando seu amigo, Saki descobre as fotos que Madarame tinha escondido de quando ela fez cosplay. A série termina com a graduação de Sasahara, Kasukabe e Kousaka.

Ogiue e Sasahara seguem namorando, assim como Kousaka e Kasukabe. Madarame está trabalhando num emprego comum em escritório e morando perto da faculdade enquanto ainda nutre uma paixão escondida por Kasukabe. Ohno fica para fazer um ano extra na faculdade, e mantem seu relacionamento com Tanaka. Sue decide não voltar para os EUA e se matricula na faculdade e no Genshiken, além de ir morar com Ogiue. E é assim que chegamos aos eventos de Genshiken Nidaime…

genshiken_nid_01_003

E nesse primeiro episódio da nova fase, nós temos Ogiue, agora presidente do Genshiken, decidida a conseguir novos membros para que o clube não acabe, decepcionando assim Sasahara e todos os membros que vieram antes dela. Porém, ela não poderia esperar que todos os novatos fossem garotas e, ainda mais, fujoshis (garotas que gostam de yaoi).

A energética Yoshitake, fujoshi declarada e sem medo de falar suas fantasias; Yajima, também uma fujoshi, no entanto, bem mais calada e retraída, entrou no Genshiken por gostar do desenho da Ogiue; e Hato, uma mulher muito bonita e aparentemente “normal”, mas que se mostra também uma verdadeira fujoshi.. Mas pera lá… Hato não é bem uma garota, mas sim um trap, para usar o linguajar otaku. Ele é um homem que, por ter traços extremamente femininos, se veste de mulher.

O episódio então acaba dando um foco maior a essa situação incomum quando eles descobrem que Hato está se trocando no banheiro feminino, o que, de fato, é um crime. Apesar de toda a situação, as coisas se resolvem e Hato acaba se sentindo aceito no grupo. Mas nem todos estão aceitando com facilidade a presença de um crossdresser no clube.

genshiken_nid_01_004

Ao assistir esse primeiro episódio, eu ficava me perguntando se eles não estavam aceitando fácil demais essa história do Hato. Tudo bem que, como a Ohno explicou, o Genshiken sempre foi cheio de gente estranha, mas isso estava indo um pouco além. Até que Yajima foi lá e mostrou justamente o lado incomodado com a coisa.

Um episódio simples e eficaz no trabalho de mostrar os novos personagens e suas personalidades ao espectador. Tanto aquele que já conhecia a série quanto aos novos. Extremamente fiel ao mangá, achei a animação e o design dos personagens muito bons, nada excepcional, mas a série não pede por nada além disso. O roteiro funcionou muito bem e trouxe conteúdo de dois capítulos inteiros do mangá nos 24min de episódio que passaram muito rápido.

A dublagem, no entanto, me deixou com sentimentos divergentes. Embora eu tenha gostado da escolha das vozes dos novos personagens (principalmente Yajima, que não tem uma voz cliché de gorda, mas uma mais feminina), certos detalhes me incomodaram. Para começar, as novas vozes da Ogiue e do Madarame não fizeram jus às antigas. Ogiue tá muito mais sem personalidade e Madarame não passa mais a imagem daquele otaku excêntrico que é. Ambos ficaram rasos demais. Claro que isso pode mudar nos próximos episódios, mas foi a impressão que passaram. Outra coisa que me incomodou foi a mudança de voz de Hato. Apesar da voz feminina ter ficado muito boa, até com certos deslizes fonéticos que dão mais a impressão de ser algo “forçado”, a transição para a voz masculina ficou abrupta demais. Foi uma mudança radical demais e sem meio termo, ficou extremamente artificial e foi difícil de engolir. Mas vá lá, só tivemos um breve momento em que isso aconteceu, não deu pra ter uma ideia tão ampla.

No geral, esse primeiro episódio foi eficiente e muito bem feito. Irá o Genshiken se transformar em um clube fujoshi de vez, perdendo suas raízes otaku? Irá Hato ainda causar muitos problemas para o grupo? Tem muita coisa para acontecer nessa série!

Como curiosidade, os cosplays que Sue e Ohno usam no início do episódio são, respectivamente, de Terryman Girl e Lady Robin, ambas personagens de Kinnikuman Lady. Além disso, tivemos uma breve referência a Bakemonogatari quando vemos o anime que Sue está assistindo na TV dentro da sala do clube. Por sinal, a maioria das citações que Sue faz vieram da Monogatari Series.

Fiquei bastante satisfeito com o que vi e cheguei até a me emocionar podendo ver Genshiken animado mais uma vez. Lembro deu entrando na minha primeira faculdade e conferindo os episódios finais da segunda temporada. Nossa… como faz tempo… E agora eu ainda posso fazer posts como esse para compartilhar com vocês! Estou realmente feliz com isso! Até semana que vem!

Confira o ÍNDICE DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES VERÃO 2013

Confira o GUIA ANIKENKAI VERÃO 2013 para sugestões e apostas

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

E Genshiken Nidaime está entre nós! Como eu havia prometido, […]