Mercado Nacional de Mangás: Qual o saldo de 2012? (Parte 1 de 2)

mercnac2012_2

Já passou o Natal e 2013 já tá dobrando a esquina. Nesse período de fim de ano, nada mais comum do que olharmos para o ano que passou e fazermos um balanço das coisas que vivenciamos. Para nós, é sempre bom olhar como o nosso mercado de mangás foi tratado em 2012. Será que tivemos melhoras? Pioras? Promessas cumpridas? Promessas não cumpridas? Vamos fazer uma pequena retrospectiva e ver se o saldo de 2012 para os mangás no Brasil foi positivo ou negativo.

O ano começou um tanto nebuloso e incerto quando se tratava de mangás. O, na época, diretor de conteúdo da Editora JBC, Marcelo Del Greco, havia recentemente dado declarações que vieram como um balde de água fria em quem esperava um 2012 de renovação e bons mangás. Depois dessa, um ano de “mais do mesmo” estava parecendo se formar.

No entanto, a Panini contra-atacou e logo no início do ano trouxe de volta um mangá muito querido e que estava paro há anos graças à falência definitiva dos mangás da Editora Conrad: One Piece. Esse re-lançamento, da maneira como foi feita, com duas publicações em paralelo, deu uma injeção de ânimo nos fãs.   Veio também Dragonball! O clássico estava de volta com as lindas capas originais, também pela Panini! Parecia que o ano de 2012 não seria tão ruim, afinal.

Mas o MONOLITO ESTÁTICO DE DESESPERANÇA, JBC, ainda estava lá. Como um fantasma falando “não esperem muito de nós”. Mas tudo estava para mudar. A JBC estava a ponto de anunciar uma das mudanças mais importantes desde que foi fundada. O anúncio que seria responsável pela guinada na maneira como encararíamos 2012. Se terminamos 2011 com gente chutando mangás… literalmente… 2012 acenderia uma nova chama.

Marcelo Del Greco estava se desligando da JBC.

Essa foi, sem dúvida, a notícia mais importante do nosso mercado. Não tanto por ela em si, mas pelo que ela gerou: uma renovação na fé dos leitores para com as editoras. Pessoas que se recusavam a comprar os mangás pela baixa qualidade que estes vinham apresentando, agora começaram a cogitar voltar. As próprias editoras também viram este como um momento propício para mudanças. Para grandes anúncios.

Depois disso, tivemos Sakura Card Captors e Samurai X (agora padronizado mundialmente como Rurouni Kenshin) publicados em edições especiais (de verdade) pela Editora JBC. Tivemos a volta de Monster (também paralisado pela Conrad) pela Panini, agradando vários fãs que estavam com suas coleções tristes e órfãs de Naoki Urasawa. Outro mangá de Urasawa, 20th Century Boys, tão aguardado, finalmente também viu a luz do dia pela Panini. Kekkaishi voltou a ser bimestral, para a alegria dos leitores. A JBC veio também com RG Veda, mangá do CLAMP, além do tão aguardado SOUL EATER e do inesperado sucesso de Freezing. Teve ainda a chegada de Beelzebub, Panini, um mangá que muitos não acreditavam ser possível sair por aqui.  E como não falar do recente Nura: A Ascensão do Clã das Sombras, JBC.

Nossa, quanto coisa! E quanta coisa legal! 2012 foi um ano muito melhor do que jamais poderíamos ter esperado. Todos esses lançamentos, re-lançamentos, etc, vieram acompanhados de uma melhora editorial também. Os mangás da JBC agora estavam melhor impressos. Paginas transparentes agora se tornaram mais difíceis de aparecer. Tivemos a entrada de edições especiais de verdade em nosso mercado (nada da picaretagem feita com Cavaleiros do Zodíaco e Evangelion). Sem dúvida nenhuma o ano foi espetacular nesse sentido.

Mas não nos enganemos, ainda tem muito o que melhorar. Só que o legal esse ano mostrou que os leitores sabem reconhecer boas investidas, estão prontos para receber coisas melhores e QUEREM receber coisas melhores. Só que isso não é assunto para esse post…

Apesar de tudo isso, essa retrospectiva ainda não chegou ao fim. Falamos apenas da Panini e da JBC, ainda temos outras editoras correndo no “underground” para lembrarmos. Confira na parte 2 em breve! Mas enquanto  não sai, deixe nos comentários sua impressão sobre o ano que se passou. Foi bom? Foi ruim? Gostou dos lançamentos? Das mudanças? Sugestões pra 2013? Etc!

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Já passou o Natal e 2013 já tá dobrando a […]