Nazo no Kanojo X – Primeiras Impressões

Se vocês já ouviram falar de Nazo no Kanojo X, meus pêsames… se você não ouviu, prepare-se…

A História

Tsubaki é um adolescente normal que não vê a hora de arranjar uma namorada. Urabe é uma menina meio misteriosa que chegou recentemente à escola. Um dia, Tsubaki vê Urabe dormindo na sala de aula depois das atividades do dia, ele vai acordá-la. Urabe olha para ele, agradece e vai embora. Tsubaki percebe então que ela babou na mesa enquanto dormia. Foi então que ele fez o que qualquer ser humano em sã consciência faria (ironia detected), botou o dedo na baba e levou até sua boca. Dias depois, Tsubaki fica doente e não sabe o por quê. Urabe vai até sua casa e conta a ele que a doença não tem nada a ver com algum resfriado ou coisa do tipo, mas ele está doente por amor. Depois de provar da baba dela, Tsubaki ficou “viciado”. Apesar de tudo isso parecer bem surreal, Urabe não parece espantada. Tsubaki confirma seu amor por ela e os dois começam a se ver diariamente para a dose de “baba” necessária. Aí começa a relação desses dois namorados ligados por baba…

Comentando e tecnicamente falando…

Queridos leitores… o que vocês acabaram de ler foi EXATAMENTE o que aconteceu nesse anime. Sim, a coisa é bizarra dessa maneira. E sabe o que é o pior de tudo? Essa budega de anime tem uma animação muito boa! Sim. Tecnicamente ele é muito bom, mas o seu conteúdo é completamente maluco! Isso me irrita… MUITO!

Japão, querido Japão… porque desperdiçar tanto com uma série tão… tão… SEM ADJETIVOS PARA DESCREVÊ-LA?!

Eu já conhecia a série do mangá. Algum dia acabei lendo e fiquei completamente atônito com o desenvolvimento da história. Não pelo cara ter provado da baba da menina… acreditem, isso não é de longe o que eu vi de pior em um anime… mas sim toda a relação dos dois é completamente doida. E sabem o que realmente me deixou puto? QUE EU LI ATÉ O MALDITO VOLUME 2! Sério… por quê?

Acontece que a relação desses dois é tão maluca que eu fiquei interessado em saber como a coisa iria se desenvolver. Claro que eu li no modo fast-forward… mais ou menos os dois volumes em 20min, mas ainda assim, eu li. E acreditem, a coisa não melhora.

Para falar a verdade, me perturba a maneira como eles tratam essa relação bizarra entre eles como algo normal! E a coisa fica ainda mais tensa quando você descobre que eles começam a passar “sentimentos” através da baba um para o outro. É, camarada… o buraco é mais embaixo…

Para Fechar…

Cansei de falar dessa historia. Se você ficou interessado por assistir, duvido que algo que eu diga vá fazer você mudar de ideia. Mas se você estava na dúvida, não assista. É inútil. Se quiser saber como a coisa se desenvolve por mera curiosidade, vá procurar o mangá e leia a série inteira em menos de 1h. Acredite, você pode fazer isso porque a profundidade dos diálogos é praticamente zero! Não há muito o que pensar. Pra piorar, essa história doida foi adaptada por uma equipe competente que fez um bom trabalho de animação, mas não vale assistir só por isso.

Nazo no Kanojo X… assista por sua conta e risco.

Sobre Diogo Prado

Tradutor, podcaster, jornalista, amante de cinema, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Se vocês já ouviram falar de Nazo no Kanojo X, […]