Kuroko no Basket – Primeiras Impressões

Se tem um mangá da Jump que eu nunca li nada a respeito mas que eu gostaria muito de ter lido, é sem dúvida Kuroko no Basket. Eu gosto bastante de animes e mangás de esporte. Acho que há sempre espaço para boas séries do gênero e tendo em vista que Kuroko no Basket tem sobrevivido ao duro sistema de ranking da Jump com um público que leu Slam Dunk é de se esperar que ruim a série não é. Agora com o anime, hora de descobrir…

A História

Tetsuya Kuroku é um menino fisicamente fraco e cuja presença é fracamente percebida por seus colegas. Mesmo assim, ele chegou ao Ensino Médio vindo de uma escola cujo time de basquete ficou conhecido como “A Geração de Milagres” pois seis de seus jogadores se mostraram extremamente acima da média. Apesar disso, ninguém consegue se lembrar de Kuroko em quadra, mesmo seus outros cinco colegas de equipe afirmando sua qualidade como jogador.

Junto a ele, Taiga Kagami chega ao novo colégio vindo dos Estados Unidos, onde desenvolveu suas habilidades como jogador de basquete. Dotado de uma altura e habilidade invejáveis para sua idade, ele decide, assim como Kuroko, se inscrever para o time. A princípio os dois não se dão muito bem pois Kagami o acha um fracote. Porém, é no jogo de equipe que Kuroko mostra seu verdadeiro valor.

Por ter uma incrível habilidade de passar desapercebido pelos outros, ele desenvolveu uma incrível habilidade de passe, se tornado um excelente armador. Sua habilidade é notável dentro de uma equipe, mas individualmente ele mal consegue acertar uma cesta. É aí que entra Kagami que, ao contrário, se destaca no jogo individual.

Sim, uma dupla está se formando. Kagami decide enfrentar os outros cinco membros “d’A Geração de Milagres”, cada qual foi para uma escola diferente, e para isso parece que irá precisar da notável habilidade de Kuroko.

Comentando…

Era por um shonen de esporte como esse que eu estava esperando desde Hajime no Ippo! Temos uma boa ambientação, um protagonista com uma habilidade interessante, um bom “amigo/rival”, bons “inimigos”… precisa de mais alguma coisa? Fiquei muito feliz ao terminar de assistir esse episódio. Me deu aquela sensação de que eu estava assistindo a algo que realmente me divertiu, que prendeu minha atenção.

Kuroko e Kagami são uma boa dupla de protagonistas. Aquele tipo clássico de personalidades opostas que se completam bem para realizar um objetivo em comum. Espero que o time de coadjuvantes não decepcione (não deu pra ver muito deles até o momento).

Não há muito mais o que falar de Kuroko no Basket. É uma série simples, mas que, pelo menos nesse primeiro episódio, foi muito bem desenvolvida.

Tecnicamente falando…

O estúdio Production I.G. tem animes muito bem feitos em seu currículo, como Batman: Gotham Knight, Higashi no Eden (aka Eden of the East) e Honey and Clover. E já podem adicionar Kuroko no Basket a essa lista. Esse primeiro episódio nos trouxe uma qualidade de animação muito boa. Durante os jogos você consegue acompanhar bem a movimentação dos personagens e o uso de cenas estáticas não é um recurso majoritário, mas sim usado para alguns momentos em específico (como deve ser feito).

Se essa qualidade se estender para o resto da série eu ficarei muito feliz, assim como todos nós que acompanharemos essa série.

Para fechar…

Eu posso ter falado pouco sobre Kuroko no Basket, mas não deixem isso passar por falta de qualidade do anime. Eu reitero que o achei extremamente agradável de assistir. Só não foi o que mais me agradou porque Uchuu Kyoudai ocupou esse lugar até o momento. Recomendo para quem gosta de um anime agradável de se ver, mais ainda para quem gosta de shonens e mais principalmente para quem gosta de animes de esporte. A equipe de produção está de parabéns pelo trabalho em Kuroko. Caso o anime não faça sucesso suficiente para se manter por um bom tempo, com certeza eu irei migrar para o mangá ao final dele.

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Se tem um mangá da Jump que eu nunca li […]

4 thoughts on “Kuroko no Basket – Primeiras Impressões”

  1. Kuroko No Basket era o lançamento mais esperado por min,eu tava totalmente ansioso até pq eu acompanho o mangá desde um bom tempo. analisando o anime de forma completa ta muito fiel ao mangá eu até arrisco a dizer que é até mais divertido ver por anime do que pelo mangá,acho que isso deve-se ao fato de que essa é uma serie de esporte,e esse tipo de genero geralmente fica melhor em sua versão animada.Eu recomendo Kuroko no basket tanto no mangá quanto no anime ,e não tenho medo de dizer que pode ser a melhor estréia dessa temporada.

  2. Gostei muito tambem eu que comecei a amar basquete depois de assistir Slam Dunk curti muito o primeiro episodio.

  3. Concerteza Kuroko no Basket foi o melhor anime da temporada.

    Que venha a próxima temporada.

Deixe um comentário!