Para que servem os reviews?

Quando comecei a ver animes pela internet, lá pelo início dos anos 2000, era muito difícil você conseguir uma série inteira. Não digo nem que não haviam disponíveis, os fansubs já estavam atuando na rede. A grande dificuldade era a velocidade. 256kbps era velocidade da luz pra quem migrava dos (nem sempre) 56kbps da conexão discada, mas para quem baixava arquivos de vídeo da internet ainda era pouca. Então pegar uma série de 24 episódios era um martírio. Principalmente quando descobri o .avi, afinal, quando se vê em qualidade melhor, não se quer retroceder para um rmvb, por exemplo.

E além da dificuldade tecnológica de se acessar os animes, tem também a falta de informação. Pouco se sabia sobre o que acontecia na terra do sol nascente. Sendo assim, era necessário termos alguma fonte de conhecimento sobre as séries que valiam a pena ser assistidas. Não dava pra gente pegar só pra “ver qualé”. Era muito tempo pra baixar um episódio. Então os reviews eram uma excelente forma de se conhecer séries novas e saber se elas valiam a pena ou não serem assistidas. Você lia vários reviews, de várias séries, escritos por várias pessoas… era algo necessário.

Mas e hoje em dia? Não temos mais os mesmos problemas. É possível pegar uma série de 50 episódios em menos de uma hora. Assistir ao primeiro episódio de várias séries por temporada para decidir se continua assistindo ou não se tornou um hábito comum. Nós sabemos meses antes o que está pra sair no Japão. Pra que ler reviews hoje em dia então? Como os leitores se relacionam com os reviews?

Em busca de uma opinião que combine com a sua.

Por mais estranho que isso possa soar, as pessoas, buscam os reviews hoje para reafirmar suas próprias opiniões sobre determinada série. Por exemplo, o espectador comum assiste a Usagi Drop e gosta do que vê. Vai no site/blog/forum/etc que ele frequenta e começa a ler os reviews da série. Ele acha um review que lhe agrade, que fale bem da série e decide adotar os pontos expostos pelo avaliador como seus. Caso ele encontre reviews negativos, é capaz dele postar só dizendo que o avaliador não entende nada de animes e que a opinião dele é uma bosta.

Poucas vezes alguém lê um review sem ter prévio conhecimento da série e, muito menos ainda, muda de opinião dependendo do que foi exposto pelo avaliador.

Repare então que a mídia especializada teve que se adaptar a essa tendência de seus leitores. A maioria dos blogs/sites/etc agora pouco fazem reviews de séries que já acabaram. Só quando elas tem alguma polêmica envolvida ou são muito underground/antiga. De séries recentes, pouco se fala. O que fazemos agora (sim, me incluo) é postar “primeiras impressões”. São reviews rápidos, de um episódio só, que ainda mantém a razão de aconselhar e guiar os leitores no mundo de estreias que acontece a cada temporada. Com isso, obrigam os avaliadores a verem os episódios assim que saem e postarem suas impressões o quanto antes. Deixa passar uma semana ou duas e seu review já perde valor, porque um mar de gente já baixou o primeiro episódio pra “ver qualé”.

Mas ainda assim, mesmo com essa mudança, o público ainda enxerga os reviews como um reforço de sua própria opinião. Algo para dar apoio ao simplório “gostei/não gostei” do espectador comum. É algo que não podemos chamar de errado. É algo que é, simples assim. Cabe a nós nos adaptarmos aos novos leitores que aparecem.

A grande crítica que eu faço a toda essa realidade é que isso acaba deixando os avaliadores relaxados. As pessoas não mais procuram pautar suas avaliações em argumentos fortes. Muitos reviews acabam sendo umas centenas de palavras que poderiam ser resumidas em um “gostei” ou “não gostei”. Não há mais a necessidade de provar ao leitor que seu ponto de vista é válido. Que ele deve acreditar no que você diz porque você está dando motivos para ele fazer isso. Afinal, ele está lendo seu review depois de já ter uma própria opinião formada. Não importa os argumentos que você dê. Importa se ele concorda ou discorda da sua opinião final.

—————————————-

Qual sua opinião sobre esse assunto? Comente!

Fiz esse post pautado em observações pessoais minhas. É óbvio que existem exceções. Existem ainda leitores que buscam reviews como forma de conhecer uma série, ou saber se vale ou não assistir a uma série, mas eles são minoria hoje em dia. Não digo que foi uma evolução para o pior, só foi uma mudança. Não tem como dizer se foi pior ou melhor. Tem argumentos bons para ambos os lados. Por isso, não tome esse post como uma ofensa caso você não se enquadre nesse “padrão” exposto aqui. 

Sobre Diogo Prado

Tradutor, professor, host do Anikencast, apaixonado por quadrinhos, apreciador de jogos eletrônicos e precoce entendedor de animação japonesa.

Você pode me achar no twitter em @didcart.

Quando comecei a ver animes pela internet, lá pelo início […]