Corrente de Reviews – Anime Gosick

Olá, leitores do Troca Equivalente! O review de hoje vai ser um pouco diferente. Estamos participando de uma corrente de reviews promovida pelo blog Anikenkai. Basicamente, recebemos uma indicação de anime para avaliar, que nesse caso foi Gosick, e logo em seguida temos que oferecer uma sugestão para outro blog/vlog.

Você pode conferir quem nos indicou nesse link aqui.

Uma pouco de nostalgia somado a maturidade

gosick

A parte legal de participar de uma corrente como essa é poder descobrir trabalhos que você nunca viu antes. O grande problema é que não foi o caso dessa vez!

Eu já tinha assistido o anime anteriormente e poderia acabar escrevendo sobre o que eu sabia de cor e salteado da obra. Infelizmente ou felizmente, não foi o que acabou acontecendo. Eu não me lembrava de muitos detalhes, muito menos dos nomes dos protagonistas. Só recordava de ter gostado do anime, fora isso um ou outro detalhe.

gosick

Por outro lado, a possibilidade de rever Gosick me deixou feliz, pois poderia assim fazer uma análise mais apurada. Na época, não escrevia para esse blog e, atualmente, existia o risco de não gostar mais.

Existem animações que gostamos na juventude mas quando mais velhos deixamos de adorá-las. Era a oportunidade perfeita de por isso a prova. Será que eu gostaria de Gosick novamente? Essa pergunta me intrigava, então acabei revendo o anime.

Agora meus caros leitores, sem mais enrolações. Vamos lá!

A amizade entre ceifador negro e a fada dourada

animesgosick_0008_layer-3

A nossa história se passa em Sauvelli, um reino fictício, que fica entre a França, Itália e a Suíça. O reinado tem algumas peculiaridades como a existência de um ministério do ocultismo e boa parcela da população ser supersticiosa.

Isso à princípio não seria um problema, porém um dos protagonistas é Kazuya Kujo, filho de um soldado imperial japonês, que está como aluno intercambista na academia Saint Marguerite. Ele acaba sofrendo na pele essa superstição. Existem lendas no campus sobre um viajante que chegará durante primavera trazendo presságios de morte. Kujo, por causa da aparência e da época que entrou na escola, acabou sendo apelidado de ceifador negro.

Devido à superstição causada pela vinda dele, Kujo acaba não tendo amigos. O isolamento não chega a ser um incômodo, mas está longe de ser algo agradável.

Certo dia, a professora encarrega-o de entregar tarefas escolares para um colega que não comparece às aulas. O grande problema é que ele deve ir até o topo da biblioteca da escola que é, simultaneamente, uma torre de vários andares. Tudo isso para encontrar o colega de classe dele.

Ao mesmo tempo, existe outra lenda sobre uma fada dourada que mora na torre. Ela é dotada de vasto conhecimento e compartilha sua sabedoria com qualquer um, mas em troca pede a alma da pessoa.

animesgosick_0007_layer-4

A torre é gigantesca e a coleção de livros é numerosa

Mas o que ele encontra ao subir a torre está longe de ser uma fada. Trata-se de uma garotinha loira que consegue ler vários livros ao mesmo tempo. A menina se chama Victorique de Blois e não é nada mais, nada menos do que nosso segundo protagonista nessa história.

animesgosick_0006_layer-5

Victorique conhecida como a fada dourada da biblioteca

Victorique não é uma garota comum. Aliás, coisas normais, certamente, passam longe dela. Ela é dona de uma inteligência impecável e consegue deduzir situações de forma espetacular. Devido ao alto intelecto e ao tédio constante da garota, ela acaba auxiliando o inspetor Grévil na solução de casos da polícia. Embora tenha solucionado vários deles, os créditos sempre acabam nas mãos do inspetor que é quase uma espécie de charlatão.

Se você se lembrou do Kogoro Mouri de Detective Conan, posso dizer que é bem nessa linha mesmo.

animesgosick_0004_layer-7

Inspetor Grévil se aproveitando do alto intelecto de Victorique

De forma inusitada, Kujo e Victorique acabam formando uma amizade bem exótica. Em cada episódio os dois acabam sempre envolvidos em algum mistério.  Elas acabam sendo uma espécie de dupla de detetives mirins.

Uma espécie de Sherlock Holmes com ar sobrenatural

Caso você, meu caro leitor, goste de romances de detetive com ar de conto infantil, então essa é a obra que você deve assistir. Gosick é uma espécie de Sherlock Holmes em que a Victorique faz o papel do Sherlock; e Kujo o personagem Watson.

Só que uma particularidade deste anime é que todos os casos de crime e mistérios estarem envolvidos com lendas urbanas ou eventos sobrenaturais. Eventos como: o navio fantasma Queen Berry, o alquimista Leviatã, o departamento de loja canibal e etc.

animesgosick_0005_layer-6

O sobrenatural é constante nessa obra

Assim como a série “As novas aventuras de Sherlock Holmes” ajudou a popularizar a frase “Elementar, meu caro Watson”, Gosick também tem suas frases icônicas durante o anime.

Em vários momentos, você verá frases como “Fragmento do caos” ou “A fonte da sabedoria me contou” para cada vez que Victorique tiver solucionado um caso ou em momentos de epifania.

animesgosick_0003_layer-8

Victorique e seu cachimbo

Uma das coisas que chama a atenção é vê-la fumando cachimbo em alguns momentos. Creio que seja uma clara alusão ao nosso famoso detetive.

Inocência em meio à guerra e alegorias no mundo real

animesgosick_0002_layer-9

Gosick pode parecer um anime bonitinho e infantil em um primeiro momento, mas por trás da cortina existe uma temática muito adulta e escura em certas ocasiões.

Um aspecto muito bem feito na obra é o uso de eventos históricos do mundo real na ambientação. O desenvolvimento se passa depois da 1º Guerra Mundial e muitos dos mistérios sobrenaturais acabam englobando direta ou indiretamente eventos históricos.

Vários mistérios e casos bizarros na série apresentam algum contexto político. Não raro, existe um forte jogo de poder acontecendo ao mesmo tempo. Alguns deles acabam sendo até presságios para a 2º Guerra Mundial.

animesgosick_0001_layer-10

Não poderia faltar a Alemanha Nazista

Um aspecto interessante de Gosick é a ambientação infantil na maior parte das vezes. Como a história gira em torna de personagens adolescentes, muitas vezes não temos a impressão de estarmos num cenário pré-guerra. Só que em alguns momentos, o clima fica pesado na obra e essa inocência se perde um pouco.

Existe uma dicotomia muito forte entre a inocência e a maturidade nessa história.

Outra coisa que me chamou a atenção é a presença de alegorias em forma de contos. A animação está recheada de narrativas em que personagens, países ou situações acabam se encaixando nas lendas do reinado de Sauville.

Minhas considerações pessoais

animesgosick_0000_layer-11

Gosick é uma daquelas obras que enganam as pessoas. Normalmente, pelo traço e estilo de roupa, associaríamos a um típico romance cheio roupas com babados e vestidos. Eu, pessoalmente, gosto de assistir de vez em quando animes assim. Só que por de trás das aparências, vemos uma composição muito madura e adulta. As aberturas e os encerramentos também não colaboram com essa primeira impressão como vocês podem ver abaixo.

A minha única crítica forte em relação ao anime é o desenvolvimento das soluções. Poderiam dar mais pistas para o telespectador, para no final mostrar como a solução era óbvia e que não chegaríamos a essa conclusão sem a ajuda dos protagonistas.

Eu sou um pouco veterano nesse tipo de história, então não gosto de resposta tirada da cartola como acontece em alguns momentos na animação. Uma boa obra de mistério é a que esfrega as dicas na cara dos espectadores para depois revelar o truque, mostrando que não chegaríamos a essa conclusão sem a ajuda do autor.

No entanto isso não torna Gosick menos interessante, no geral, eu acabo recomendando mesmo assim. Aliás, o anime é baseado em uma light novel. Como eu não li, não saberia dizer se isso foi um erro do diretor na hora de realizar a adaptação. Existem até algumas partes que ficam no ar, mas isso fica para outro review.

Bom, fica aí uma dica de recomendação para vocês.

Indicação

Esse ano nossa indicação para a Corrente de Reviews vai para o canal Sempre Bom Saber e ele irá falar sobre o anime Oruchuban Ebichu. Caso queira conferir nossas participações em anos anteriores clique nos links: The Tatami Galaxy, Innocent e Porco Rosso.

Para saber tudo sobre a corrente: http://www.genkidama.com.br/anikenkai/corrente-de-reviews-2016/

Sobre Wesley Chen

Wesley é um tinker por emoção, programador sem noção e escritor de coração. Amante da cultura nerd, geek e otaku; está sempre buscando alguma história nova ou desconhecida.

Olá, leitores do Troca Equivalente! O review de hoje vai […]

  • Rick Santos

    Bom. Conhece outros animes de investigação para indicar???????
    att,

    • Wesley Chen

      Existe o Detective Conan, mas ele segue uma linha bem diferente do Gosick. Conhece esse anime?

  • Gabi Alão

    Interessante
    Preciso asistir urgente , adoro história com detetives

    • Wesley Chen

      É uma história bem singular, pois tem um toque de ocultismo e mistério. Vale a pena dar uma conferida.

  • rui

    Em primeiro lugar, muito obrigado por não deixar a corrente de animes morrer. Não sei que problemas teve o site anterior mas fiquei muito triste de não poder seguir lendo as resenhas, conhecendo animes e, principalmente, conhecendo bons sites.
    Não conheço o anime, mas teu texto foi eficiente em me chamar a atenção para ele. Pretendo vê-lo em breve e retornar aqui para dar uma opinião melhor. Boa sorte e obrigado.

    • Wesley Chen

      Fico feliz que tenha gostado! Se o texto te deixou interessado para ver, metade missão já foi cumprida. Eu escrevi com essa intenção mesmo. Hahaha.

      Depois comenta se gostou ou não do anime. É uma obra bem singular ao meu ver.

      • rui

        Assisti o anime e achei ele ótimo para dizer o mínimo. Tudo funciona muito bem (e o pai da Victorica ganhou um local de honra entre os piores pais da ficção). Acho que uma das coisas que mais me chamou a atenção foi o cuidado com os personagens. Ninguém precisa falar que Vitorica e sua mãe é inteligente, que Kujo é corajoso e leal, etc porque tudo é mostrado com ações. Também não senti que as soluções fossem impossíveis de desvendar pelos provas apresentadas durante os episódios. Enfim adorei.

        • Wesley Chen

          Fico feliz que tenha gostado!